Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Bastaria tão pouco, adeus ! e TRISTE NOTURNO

Bastaria tão pouco, adeus !
Maria Thereza Neves

De que me server ter você sem ter teus lábios
se não posso sugá-los com avidez
sorver a tua saliva
colar mais os corpos sem lucidez.

De que me serve ter mãos na solidão
se não posso mais te acariciar
renegada nos porões da escuridão
ausente de braços para aninhar.

Bastaria tão pouco para tudo voltar
uma chama nova reacender
sem emoções matar.

Cansei de mendigar,de procurar, vou tudo mudar
serei pedra tão fria como teu silêncio
até nada em mim mais de ti restar.

01.09/07
***
TRISTE  NOTURNO
Maria Thereza Neves


Solitária noite, quieta, minha alma esfria ,
tento cerzir sonetos, cicatrizar  melodias.
Desisto, amargurada, guardei melancolias
dos tempos tristes das poesias.


Por onde andará a flutuação da emoção
estes intentos, tormentos agora sem asas ?
Maltrapilho, mendigo coração
sem destino , sem ecos nas casas.


Este noturno ,sem quimeras ou razão
apago do micro o calor calado de tuas mãos
acendo a memória da desilusão.


Ao me negares teu doce virtual carinho,
deixas-me insone, a carregar, sozinha ,
a cruz do teu silêncio, neste gelado vazio ninho!

01/09/07
Maria Thereza Neves
Enviado por Maria Thereza Neves em 02/09/2007
Código do texto: T634630
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Maria Thereza Neves
Juiz de Fora - Minas Gerais - Brasil
3365 textos (91956 leituras)
6 e-livros (225 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/12/17 06:41)
Maria Thereza Neves