Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
O verso é quando?

A maresia não escondia a poesia
que não era só do rio,
mas o ritmo do mar também inventava a sereia
e ela estava por onde o navio passava...
Esse encanto fazia do mar um porto,
um refúgio do marinheiro (e seus sonhos)
e da sereia-que mais amava o mar...
Mas canto a convulsão, me pretende o oculto do mar, ondas me regem;
Aceite por condição, afeto e porta retrato;
E conheces o meu passo e o contrapasso, sou poeta da noite e inquiridor;
Agora pergunto, o verso é quando?! Moço de portos e sonhos;
O verso é quando?! Aprecie apanhador, então, de estrelas... Somos poucos.


 
Eligio Moura e MaisaSilva
Enviado por Eligio Moura em 26/09/2018
Reeditado em 27/09/2018
Código do texto: T6460627
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Eligio Moura
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
1589 textos (38963 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/08/20 04:38)
Eligio Moura