Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DESEJOS VÃOS-Florbela Espanca /Maria Thereza Neves


DESEJOS VÃOS
Florbela Espanca

Eu queria ser o Mar de altivo porte
Que ri e canta, a vastidão imensa!
Eu queria ser a Pedra que não pensa,
A pedra do caminho, rude e forte!

 
Eu queria ser o Sol, a luz intensa,
O bem do que é humilde e não tem sorte!
Eu queria ser a árvore tosca e densa
Que ri do mundo vão e até da morte!

Mas o Mar também chora de tristeza...
As árvores também, como quem reza,
Abrem, aos Céus, os braços, como um crente!

E o Sol altivo e forte, ao fim de um dia,
Tem lágrimas de sangue na agonia!
E as Pedras... essas... pisa-as toda a gente!...


DESEJOS VÃOS
Maria Thereza Neves

Eu queria pensar mais alto que mar,
escrever como ondas que deitam , balançam.
Eu queria no silencio da pedra ,o meu atar,
nos caminhos que minhas mãos não alcançam.

Eu queria a grandeza, o ardor do sol ,
Sou humilde passageira em sombras.
Eu queria em mim todos os verdes
Não os vãos desejos que assombram.

Descrente, todos mentem, também choram ,
Pensam  como gente, serem mais fortes,
O mar, árvores, asas aos céus imploram !

 
Do cair da noite ao nascer do aurora,
O mundo ri e em lágrimas agoniza ,
Só a pedra  cala sem importar o agora .

10/09/07
Maria Thereza Neves
Enviado por Maria Thereza Neves em 11/09/2007
Código do texto: T647145
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Maria Thereza Neves
Juiz de Fora - Minas Gerais - Brasil
3365 textos (91964 leituras)
6 e-livros (225 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/12/17 01:19)
Maria Thereza Neves