Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

FOBIAS

Era tantos medos na vida
Eu sofria por antecipaçao
Enquadrada nas infames  guaridas
Vívidas  no meu coração...

Quadros, quadras servis
E eu pensava comigo ...
Medos que nunca vivi
Hoje me seguem afinco
Medo de não acordar
e nem consigo dormir

Medo , não me consuma
Seja meu prelúdio de luz

Pensei no medo do mar
que não consigo fingir
O medo de ficar perto
Desperto sempre a frigir...

medo leve como pluma
que a um inseto me reduz.

Nascemos pra vencer os medos
E os medos para nós fazer seguir

esse medo me deixa inquieto
Supero por insistir
esse é o segredo
o de persistir
calço os sapatos da coragem
Enfrentando outro dia

Dome, medo, "mode" saber
Que medos são necessários
E só nos fazem crescer...
Um teatro, um personagem
capacitando-me diante da fobia.
Fazendo-a me sentir grande
Dia e noite...noite e dia

Maior medo? Diário.
Pedro, Josefina, Sthefany e Darios
Somos todos portas e espelhos
De nossos próprios armários...

nossos medos ensaios,
deixa rostos vermelhos,
vencê-los me cabe
sem alarde...
ele parece gigante
mas sigo adiante.
CIDA MOURA e Lilian Santi
Enviado por CIDA MOURA em 30/05/2019
Código do texto: T6660880
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre a autora
CIDA MOURA
São Paulo - São Paulo - Brasil
2317 textos (131208 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/12/19 13:31)
CIDA MOURA