Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Balançando a vida, Danço


Poetisa Nara
Poeta Paulista

No balanço de diversão
Vejo a criança sorrindo
Cabelos soltos pelo ar
No vai e vem do balanço
A vida passa
E não perde a graça
Já é menina moça...
O balanço continua
Levando a vida pra lá e pra cá...
Mas o mesmo sorriso
Já não existe mais...
A vida trás,
Entre um balanço e outro,
O tempo que passou
A saudade que martirizou
A felicidade que o tempo levou.
Que tempo são esses
Que o balanço,
Insiste em trazer de volta?
Que balanço é esse que faz e trás tempos atrás?
Pode existir
Felicidades contínuas em alguém
Mas só quando é criança..
Depois que a vida ensina a dança
A felicidade balança
Cai a esperança
Vem a desconfiança
A insegurança
Tudo não é mais tão colorido
O balanço já não é tão seguro
E de volta, tão dolorido
Vem o medo do escuro
O balanço é esquecido
Próximo ao muro.
Lá se vai todo encanto
De uma vida
De criança
Da menina-moça
Que hoje é mulher
Já não se balança no balanço.
Mas senta para um descanso
Pra reviver lembranças...
Balançando a vida, danço.
Poeta Paulista e Poetisa Nara
Enviado por Poeta Paulista em 25/12/2019
Código do texto: T6826895
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Poeta Paulista
Hortolândia - São Paulo - Brasil, 57 anos
485 textos (51937 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/05/21 07:14)
Poeta Paulista