Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Caleidoscópios

P

Eu estava cansado, a eternidade me entediava
Vagava pelos sonhos de todos amores mortais
E quando imaginava que a última gota de sangue me saciaria
Livrando meu sofrimento de todas as ilusões perdidas
Instintivamente despertei com o seu leve toque em meu coração
Nunca pensei que chegaria, mas seu doce beijo me resgatou

E

Por muito tempo observei teus passos nervosos
Acompanhando com os olhos o homem sem coração
Uma busca iniciei pelo teu coração perdido
Levando-me as profundezas dos mais terríveis oceanos
Onde finalmente em minhas mãos pude seu frio coração aquecer

P

Uma sensação estranha senti dentro do meu peito vazio
Mais que um toque, um sentimento me fazia renascer
Depois do resgate insano do meu coração sepultado no fundo do oceano
Uma vez mais senti a pulsação do órgão que tanto já me fez sofrer
E lá estava você quase se afogando nas profundezas escuras
Tensa diante da morte iminente, quando com minha mão pude te alcançar
Orgulhosa segurava meu coração agora e me abraçou para se aquecer

E

Com meu corpo desfalecido em seus fortes braços
Outra vez senti meu corpo se aquecer e teu coração acelerar em minhas mãos
Meu rosto contra o seu peito, sentindo o vazio que lentamente lhe tragava
Ainda que naquele momento o mundo acabasse, já teria provado de tua doçura
Mas teus olhos negros de encontro aos meus chegaram
Obscuros, porém com uma chama de desejo
Reclinou se lentamente e com teu beijo apaixonado me trouxe forças

P

E envolvidos em um beijo prolongado
Superamos o frio que a nossas almas castigava
Presos nos desejos mais ousados
Estendemos o prazer que nos alimentava
Reféns da paixão que em nossos corpos queimava
Abraçados ficamos por quase uma eternidade
Nada foi melhor do que eu senti nesse momento
Complacentes com os desejos que nos dominavam
Amor fizemos e do mar calaram-se todos os tormentos

E

Desejosa recebi teu corpo voraz
Em cada espasmo senti como se voasse acima das nuvens
E a cada toque senti o fogo do amor a me consumir
Nossos corpos quase tornando-se um pela pressão
Cada vez mais próximos do ápice nos encontramos
Onde nada importaria, apenas nosso prazer
Nesta explosão de gozo e êxtase
Todos os meus medos foram dissipados
Retornou a mim tudo de bom que já fui capaz de exalar
Obcecada apenas por nosso prazer, descansei depois de desfrutar

P

Desejado me senti com seu corpo completando o meu
Espasmos incessantes nos colocaram nas alturas
Seu toque com mescla de ferocidade e doçura
Entumeceu meu instinto e transformou meu amor em verdade
Juntos, mais que unidos por nossa cumplicidade
Aceitamos o amor e todas as suas excentricidades
Difícil será romper esse abraço insano
Ou até nos podar desse nosso lado mais humano

E

E por que deveriam podar o tal lado?
Não seria um alívio às almas cansadas, um pouco de amor?
Viveríamos a alegria de quem está completo por outro ser
Outra vez respiraríamos aliviados com o ar da tranquilidade do sentir
Livres de nossas mágoas, presos apenas ao corpo um do outro
Viajando dentro de nós mesmos, abraçados e nos conhecendo
Inteiramente inertes em nossas sensações
Desfrutando cada pequeno detalhe do amor
Assim não vejo por que romper tal abraço

P

Abraço apertado e meu corpo junto ao seu
Paixão é um alívio e seu olhar me convenceu
Acima de tudo mergulho nessa doce loucura
Imagino que jamais verei tão doce ternura
Xamãs assustados até tentam nos separar
Orgulho é um espaço que eu não quero transitar
Nunca seus braços se desvencilharão dos meus
Ao longe espero que não se desvencilhe do que é seu
Dá-me sua mão e não tente se desvencilhar
Ouve-me gritando loucuras pela necessidade desse amar

E

Entregues então ao doce sentimento
Nunca havia provado de tão doce sensação
Amor que com tanta intensidade cessou o sofrimento
Me leva a voar, transborda meu coração
Onde vamos pousar, pouco importa, desde que juntos
Rendidos à leveza do vento de paz que nos tem soprado
Amantes, amigos, tudo que for unindo nossos mundos
De agora em diante, de mim nunca poderá ser separado
Amar-te será meu alívio, e sentir teu amor para sempre minha cura

Músicas para o momento:

Iris – Goo Goo Dolls e Anywhere – Evanescence

Paulo Raven e Evelyn Olinda
Paulo Raven e Evelyn Olinda
Enviado por Paulo Raven em 01/02/2020
Reeditado em 01/02/2020
Código do texto: T6855597
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre o autor
Paulo Raven
São Paulo - São Paulo - Brasil
215 textos (9422 leituras)
1 e-livros (16 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/07/20 06:07)
Paulo  Raven