Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ódio Institucional

Essa fuga da realidade sensível não é o Brasil que quero... Nem adianta vir com a história de "sou cidadão de bem" (se vir, apago seu comentário, não sou obrigado)... Ou "ain, tadinho, tomou facada, seu insensível"... Pelo que sei ele incitou desde sua existência política o ódio contra as minorias, sendo assim, não serei eu que me sensibilizarei e esquecerei que TENHO UM CÉREBRO FUNCIONAL, dessa forma, não faz sentido sendo eu contra misoginia, homofobia, racismo, anti laicidade, antidemocracia, xenofobia, machismo, concentração desigual, etc... Compactuar com um candidato que grita em absoluto e claro tom todos esses discursos e incita que as pessoas espalhem esse tom para "convencer" o eleitorado contrário.
Não consigo crer que as pessoas simplesmente querem mudança. Existem vários candidatos com ideias que abarquem seu "amor pela família" (e nem me refiro ao pavor deles, os "PTralhas", basta pesquisar outros partidos), mas, você continua dizendo que esse ano é BOZOOOO! MITO... Por que? Eu passei muito tempo debatendo com alguns de meus amigos longe dessa esfera de facebook e tentando entender. E minha conclusão é um pouco assustadora. Quem defende um candidato desses, apoia principalmente suas ideias, isso significa que essa pessoa carrega esses preconceitos dentro de si, e nem adianta se enfurecer e dizer que não, porque só o fato de querer odiosamente contrariar isso, já prova minha inferência, se o dito te chamou atenção, não foi por ser o "salvador" da pátria. Convenhamos que esse "mito" saudosista do populismo fracassou, não é? E indo além, nenhum dos candidatos atuais tem a capacidade de ser esse salvador. E se quisesse ser, certamente teria que passar por cima de todos meios democráticos para "salvar" a pátria. E o que é isso? Ditadura.
A "família" em primeiro lugar, não é? A sua família. Todas as outras famílias que se danem. Se ela não for cristã fervorosa, caucasiana, com mulheres submissas aos homens, heterossexuais assumidamente preconceituosos, com um único ideal de existência: procriar... Não faz parte da família que levará o país ao "PROGRESSO"... Porque temos que propagar a direita extrema, e ensinar nossos filhos a espancar quem "fraquejar" em sua missão... E depois disso, dizer que estamos salvando a nação, que somos verdadeiros nacionalistas que amam a pátria. E dizer que isso é pelo bem de todos os brasileiros, que não estamos apenas pensando na nossa família; é o velho, frágil e contraditório discurso da legitimidade das ações, não é? Isso é maquiavélico, heim amigo... Cuidado... "Os fins justificam os meios", não é?
Sei que o texto é provocativo, e minha intenção foi justamente essa. Já parei de tentar ser eufêmico e dizer que isso é apenas um protesto político. Lembrem-se, toda convicção política de quem faz questão de mostrar à todos o que defende, é refletida e consentida. Minhas postagens políticas refletem tudo o que foi pensado. Não esperaria nada menos do que o mesmo das outras pessoas. Talvez exista, sim, aqueles completamente alienados. Mas, até esses... Foram seduzidos e motivados por uma ideia preconceituosa que o dito disse. A diferença é que talvez eles não tenham ciência de que estão sendo preconceituosos... O que mostra como nossa sociedade tem suas raízes de intolerância assustadoramente naturalizadas e institucionalizadas...
Alexandre Alves Porfirio Vieira
Enviado por Alexandre Alves Porfirio Vieira em 16/09/2018
Código do texto: T6450443
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Alexandre Alves Porfirio Vieira
Santo André - São Paulo - Brasil, 28 anos
57 textos (2370 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/11/19 23:18)
Alexandre Alves Porfirio Vieira