Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CUIDANDO DE NÓS

CUIDANDO DE NÓS

Sou a curadora vitalícia de nosso acervo sentimental
guardiã das nossas fotografias e memórias,
criando nossos filhos acima do nosso bem e nosso mal
preservando a parte mais bonita dessa história

Quantas vezes engoli o fel que você destilou,
veneno de serpente cruel que quase me matou,
mas como "O que não me mata me fortalece”
resisti aos maus tratos e aos teus reveses

Tendo de assumir minha responsabilidade
até pela tua parcela de tanta maldade,
não doeria tanto se não tivesse te amado tanto,
e se não tivesse amado, me arrependeria quanto?!

Segui os conselhos de Exupéry e suporto as lagartas,
mas sem arrependimentos... As borboletas são tão belas!
Nosso planetinha tinha um príncipe e uma Cinderela,
agora, só dois reizinhos e uma lenda mal acabada

Valeram a pena pelo tesouro que restou
amadureci, cresci, sou mãe e um ser humano melhor,
através de você também, hoje sei quem eu sou
e cuido das nossas lembranças por um bem maior,

Já não te odeio tanto, não te quero mal
talvez porque o amor já tenha se acabado
e virou passado o que parecia ser imortal,
ficaram nossas fotos presas num espelho quebrado.

Encarei essa dor e também o que veio depois,
aprendi a elaborar as perdas e a lidar com a dor,
hoje posso lembrar o carinho do nosso amor,
e sei que foi muito bonita a estória de nós dois.
JUNO
Enviado por JUNO em 28/09/2007
Código do texto: T672241
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
JUNO
Mairinque - São Paulo - Brasil, 49 anos
45 textos (2031 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/12/17 21:55)
JUNO