Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Bárbara

E ao buscar bem mais do que as besteiras dúbias que balbuciavam as bocas sujas, descobriu a beleza de toda sua barbaridade.
Pensou que por bem era certo parar a balela dos que banalizam seus anseios, depois tirou as botas e se sentiu em casa.
Pelos becos e bares, pelos cantos, pelos ares, ela pinta e borda com vários bês o seu caminho.
Em seu próprio barco ela rema e baila como se beijasse a vida. Porque por hoje, ser ela, ainda que cheia de bês e rabiscos espalhados, basta.
Bárbara C
Enviado por Bárbara C em 24/03/2020
Código do texto: T6895869
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre a autora
Bárbara C
Florianópolis - Santa Catarina - Brasil, 23 anos
19 textos (361 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/04/20 05:04)
Bárbara C