Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DIREITO À VIDA E À MORTE

                       DIREITO À VIDA E À MORTE
                            Jajá de Guaraciaba

          Desde o princípio do gênero humano que o homem defende obstinadamente o direito à vida. Do pouco que se sabe a respeito dos indivíduos da era paleolítica, podemos ressaltar a importância que aqueles homens da idade da pedra lascada e polida davam à vida, haja vista as descobertas de figuras de pessoas reunidas incrustadas nas paredes das cavernas. Esses desenhos nos mostram o grande valor que davam à continuação do espécime As imagens, embora rústicas, transmitem-nos a ideia de que até naquele tempo havia necessidade de se viver agrupado. O isolamento sempre nos fora pernicioso. (Menos hoje por causa do COVID-19, é claro).
          Com o passar dos séculos, aconteceram diversificadas criações de mecanismos de defesa do nosso bem maior, até que surgiu a primeira codificada que se tem conhecimento: a Lei de Talião, ou seja, desforra igual à ofensa; castigo igual à culpa. Pode-se dizer, cabal e indubitavelmente, que esse preceito fora criado visando à preservação da vida; sabia o legislador que o homem somente tiraria a vida de outrem em sã consciência se fixasse à ideia de que ficaria impune.
          Atravessando os tempos, a medicina legal foi aperfeiçoando-se de tal forma que hoje é perfeitamente aceitável o sistema que procura dar morte sem sofrimento a um doente incurável em estado terminal.
          A Holanda, pelo o que se sabe, foi o primeiro país a adotar tal prática. Outros estão iniciando esse mesmo caminho agora. (Menos o Brasil).
          A eutanásia está em voga? As divergências sobre esse assunto envolvem, de certa maneira, até aqueles que não pertencem às áreas da saúde e da religião. Alguns defendem a vida até o último suspiro. Afirmam inflamados que se Deus deu a vida somente a Ele cabe o direito de tirá-la. Outros argumentam que se o moribundo encontrar-se no limiar da morte por que não aliviar o seu sofrimento de vez?
          E assim, os debates sobre o direito à morte vão fervilhando pelo mundo afora sem, todavia, chegar a um consenso se se deve ou não continuar preservando a vida até o limiar de sua cessação natural.






Jajá de Guaraciaba
Enviado por Jajá de Guaraciaba em 26/03/2020
Código do texto: T6897721
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre o autor
Jajá de Guaraciaba
Pilar do Sul - São Paulo - Brasil, 77 anos
761 textos (86190 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/04/20 16:54)
Jajá de Guaraciaba