Cariri Paraibano: Uma geografia desconhecida

Podemos chamar o Cariri da Paraíba de sertão dentro de outro sertão

O seu pôr-de-sol de fim de tarde é mais exuberante que um recorte de fotografia do Lajedo de Pai Mateus

Terra de Chicó e João Grilo - na literatura de Ariano Suassuna

Terra desertada no poema de João Cabral de Melo Neto

Inexistente no quadro das plantas sociais de Humboldt, assim disse Euclides da Cunha

Aquela geografia que Hegel e Marx, não conheceram e não citaram

A rocha da nossa nacionalidade que o Cunha de Os Sertões encontrou no sertão baiano

Ariano disse sim a essa verdade

E ainda disse: poderemos encontrá-la nas favelas do Brasil

O povo do cariri é animado e lutador como o autêntico brasileiro

Forte como um mandacaru que persiste na terra seca

Resignado como pé de girassol que gira atrás do movimento do sol

O caririzeiro gira atrás do movimento da chuva, sempre a procura de terra e água