Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A MORTE E A VIDA PARA A HUMANIDADE

             No ano 34 um homem morreu por nós. Foi condenado à morte sem ter cometido crime algum. Morreu por ter ferido os interesses de uma classe dominante.
Que lição o ser humano aprendeu? A resposta: nenhuma. Aprendizado implica em atos positivos. Em pleno século XXI, continuamos a presenciar a morte de pessoas que lutaram por uma causa justa, que não tiveram medo de falar sua opinião ou que simplesmente não contribuíram para o crime.
O ser humano, por poder falar e modificar o ambiente, julga-se superior a todos os outros seres, julga-se um ser racional. Que ser racional é esse que mata um irmão por um pedaço de papel? Que ser superior é esse que mata outro por não concordar com o que este disse?
O ser humano é um ser que pensa com o seu instinto humano. Instinto esse que o faz destruir milhares de kilômetros de florestas para depois ganhar alguns dígitos em uma conta virtual. Instinto esse que o faz cometer atos tão selvagens quanto os do seu antepassado evolutivo apenas para satisfazer sua desprezível vontade. Instinto esse que o faz assassinar famílias inteiras por motivos tão fúteis quanto um maço de papéis pintados.
Os erros já foram cometidos, os inocentes já foram mortos e os poderosos criminosos continuam impunes. Já é hora de aprender com os nossos erros, evitar cometê-los novamente e respeitar a vida. Nós não precisamos de computadores modernos, satélites ou outro lixo materialista. Tudo o que precisamos é aprender a nos amar e respeitar, e nada mais.
Marxin Leonov
Enviado por Marxin Leonov em 22/03/2008
Código do texto: T911910

Copyright © 2008. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Marxin Leonov
Macapá - Amapá - Brasil, 29 anos
37 textos (1134 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/05/21 21:02)
Marxin Leonov