Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

11243-Conversa de pai com o filho

Filho vamos conversar?
Claro que sim pai. Sobre o que o senhor quer conversar comigo?
Sobre a vida meu filho.
Pai a vida é simples.
Não mesmo meu filho. A vida é bela e complexa como uma mulher
Interessante. Pai posso perguntar?
Claro que pode meu filho.

1-Pai o que o senhor crê que está errado hoje em dia?
Aham! Filho o erro maior foram os políticos tirarem a autoridade dos pais
Mas pai. Não interrompa meu filho.
Ouça a voz da experiência. Filho os pais batiam nos filhos e nenhum desobedecia, nenhum desviava moralmente, criminalmente.
Aí do filho que erguesse a voz para o pai. A mão então nenhum filho ergueria.
Hoje em dia os limites não existem e a "sociedade aplaude"

2-Pai o senhor sabe como mudar essa situação?
Sei sim filho. Devolvam a autoridade aos pais. Vocês não verão, filhos drogados, sem estudo, sem profissão que são capacitados a ajudarem seus pais, sua família e ao próximo sem nada cobrarem.

3-Pai além desse tem algum erro?
Sim meu filho. O erro é o governo pensar que pode controlar a família, a mesma é a célula mãe da sociedade, fazendo isso vemos somente banalidade e aumento assombroso da criminalidade.

4-Pai e sobre Deus o que o senhor fala?
Filho Deus não está nas igrejas. Não!!!
Claro que não. Deus está no meu coração, no da sua mãe e no seu.
Aí você pergunta. Qual motivo das igrejas? Criadas pelos homens para controlarem, a família, o clã, a sociedade e o estado. A verdadeira igreja está no seu coração.

5-Pai o que é preciso para mudar a situação?
Viver, trabalhar e amar com muito tesão.
Pai assim não. Claro que sim meu filho. Não é pecado fazer nada com prazer desde que você não faça ninguém sofrer.

      Francisco Pellágio de Paula

     Goiânia,29 de dezembro de 2019
Francisco Pellágio
Enviado por Francisco Pellágio em 29/12/2019
Reeditado em 29/12/2019
Código do texto: T6829812
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Francisco Pellágio
Goiânia - Goiás - Brasil, 53 anos
11317 textos (159143 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 25/01/20 09:19)
Francisco Pellágio