Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Qual a cor da tua saudade?

- Eu não poderia falar da saudade sem antes explicar que eu vejo o mundo com os olhos do céu e do inferno. As vezes escuto anjos sussurrando segredos e demônios cantando melancólicos.  Na maioria das vezes, os anjos são ferozes e destroem todas as forças do mal enquanto os demônios apenas cantam uma poderosa música emersiva.

- Os conflitos mais desgastantes e os massacres divinos mais poderosos surgem sob forças,  energias poderosas que parecem vir do peito.  Essas energias são processadas como sentimentos e sensações.


- A saudade faz com que meus anjos e demônios fiquem tão tristes que seria melhor se "deus" não tivesse criado tudo que criou.

- Mas eu entendo que eu, deus, os deuses, quem for, não tiveram a intenção de criar tanta confusão.  É difícil não sucumbir à vontade e se frustrar pela ausência.

- Se eu pudesse voltar no tempo jamais me deixaria voltar no tempo.

- E a cor da minha saudade é roxo.
Gabriel C Machado
Enviado por Gabriel C Machado em 25/02/2020
Reeditado em 25/02/2020
Código do texto: T6874040
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Gabriel C Machado
Manaus - Amazonas - Brasil, 24 anos
50 textos (892 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/04/20 17:23)
Gabriel C Machado