Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ENTREVISTA COM A ESCRITORA ALDIRENE MÁXIMO
 
Crônicas curtas e reflexivas em “Resiliência”
Por Shirley M. Cavalcante (SMC)
 
Aldirene Máximo, é graduada em Letras e pós-graduada em Psicopedagogia.
Coorganizou as coletâneas: "Elas e as Letras", “Elas e as Letras – Diversidade e Resistência” e “Elas e as Letras - Insubmissão Ancestral.”

Autora de: Eu acredito no Amor!, Metáforas, Caderno de Recordações, O Encontro, #Sororidade, Catarses e Oásis.
Dra h. c. em Literatura. Vice Presidente da NACLAB (Núcleo Acadêmico de Ciências, Letras e Artes do Brasil). Acadêmico - fundador, ocupando a cadeira número 2.
Antologista, Biblioterapeuta, Blogueira, Cronista, Escritora, Mediadora de leitura, Narradora de histórias, Palestrante, Poeta, Prefaciadora, Professora, Resenhista e Revisora de textos.

Integrante dos coletivos: Mulherio das Letras, Mulherio das Letras Portugal, Mulherio das Letras Itália, Mulherio das Letras Europa e Mulherio das Letras Estados Unidos.
#Sororidade é o seu lema! Colunista na Revista Voo Livre.
 
“Leiam nosso livro. Para que a arte resista, apoie autoras nacionais!”
 
Boa Leitura!
 
Escritora Aldirene Máximo é um prazer contarmos com a sua participação na revista Divulga Escritor. Conte-nos, o que mais a atrai nas crônicas?
Aldirene Máximo - Sou amante da Poesia. Raramente me aventuro nas crônicas. Porém, vejo nas crônicas a possibilidade de narrativas curtas, sejam elas reflexivas ou não.  A Poeticidade é o que mais me atrai.
 
Em que momento se sentiu preparada para publicar “Resiliência”?
Aldirene Máximo - Ano passado, após pesquisas de temas para um novo trabalho, tudo o que via me remetia à palavra Resiliência. O significado é muito forte para mim. Então, fiz o convite à querida escritora Claudirene, que gostou da ideia e fomos amadurecendo o projeto. As 42 crônicas do livro foram escritas no período de um ano. E foi um imenso desafio. A partir desse movimento, o livro foi ganhando forma e nasceu.
 
Apresente-nos a obra
Aldirene Máximo - Resiliência:
42 crônicas analíticas - reflexivas que trazem refrigério à alma.
Excelente leitura que nos ajudará a ressignificar esse momento difícil que estamos vivendo.
Assim como as árvores que perdem suas folhas quando mudam as estações, somos nós. Porém, se nossas raízes forem profundas e "resilientes", resistiremos a qualquer tempestade.
 
Apresente-nos um dos textos publicados na obra
 
CHUVA
Chove. Sinto Paz. É como se todas as minhas dúvidas fossem respondidas neste momento.
Tomei banho de chuva. Minh'Alma está bem mais leve...

Sinto o cheiro da terra, vejo o crescimento e fortalecimento das raízes que um dia foram sementes.
Queria dançar na chuva. Para agradecer aos Céus a oportunidade desse renovo.
Há quem não saiba apreciar a Poesia que há em cada gota de chuva. E tem medo de se molhar. Se soubessem quanta resiliência há, pediriam para que o Universo pausasse o tempo.

Farei bolinhos de chuva e um chá. Este é o momento perfeito para escrever uma crônica.
Aldirene Máximo
 
Sabemos que cada texto contém um pouco da autora. Comente sobre o momento de escrita do texto.
Aldirene Máximo - O texto Chuva foi escrito em um dia chuvoso. Rsrs. Eu estava sozinha em casa, sem poder sair pois chovia muito. Então, a inspiração brotou e eu deixei fluir.
 
Onde podemos comprar o seu livro?
Livraria Asabeça
Livraria Sororidade
Livraria Travessa
 
O que a escrita representa para você? Comente como vem se desenvolvendo a escrita em sua carreira literária?
Aldirene Máximo - Escrever é o que me faz feliz! Acredito que seja o meu propósito de vida. Escrevo desde os 8 anos. Poesias, desde os 12. (Uma longa caminhada!)
Um verdadeiro presente divino que eu ganhei e tento aprimorar a cada dia. Sou graduada em Letras e sempre que consigo, faço cursos voltados à literatura, para me aperfeiçoar. Tive a oportunidade de conhecer autoras incríveis nessa jornada e na medida do possível, as leio, ampliando o meu repertório e minha visão de mundo.
 
Apresente-nos os títulos de livros solo publicado.
Eu acredito no Amor!
Metáforas
Caderno de Recordações
O Encontro
Catarses
#Sororidade
Oásis
Infância Rimada (no prelo)
Sonhos de Criança, em coautoria com a escritora Rita Queiroz
 
Exceto o “Caderno de Recordações”, que é um livro de crônicas,  todos são livros de poesias.  Eles estão sendo vendidos na Livraria Sororidade, na Livraria Asabeça e Amazon. Quem preferir pode comprar diretamente comigo e eu envio autografado.
 
Quais os seus próximos projetos literários?
Aldirene Máximo - Gostei muito de escrever duetos. Recebi mais dois lindos convites de amigas escritoras para escrever em parceria e estamos amadurecendo as ideias.
 
Estamos chegando ao fim da entrevista. Muito bom conhecer melhor a escritora Aldirene Máximo. Agradecemos sua participação na Revista Divulga Escritor. Que mensagem você deixa para nossos leitores?
Aldirene Máximo - Leiam nosso livro. Para que a arte resista, apoie autoras nacionais!
 
Serviços:
Blog: http://catarsesemetaforas.com
Instagram: @catarsesemetaforas
 
 
Divulga Escritor, unindo você ao mundo através da Literatura
Quer ser entrevistado? Entre em contato com nosso editorial, apresentaremos proposta.
Contato: smccomunicacao@hotmail.com
Revista Literária da Lusofonia
Enviado por Revista Literária da Lusofonia em 30/04/2021
Código do texto: T7245067
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre a autora
Revista Literária da Lusofonia
João Pessoa - Paraíba - Brasil
34 textos (347 leituras)
50 e-livros (1380 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/05/21 21:56)
Revista Literária da Lusofonia