Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
*** SEMANA DAS MÃES EM CANZONETO ***
*** Mãe (O Canzoneto) 06/07 ***

(2º Domingo de Maio)
ABAB – CAC – DEED – FGF – GHHG.

Mãe, uma joia rara, falo sem medo de errar, você é nossa luz.
Você fez da arte de criar o seu mais bem-sucedido sacerdócio.
Felizes, somos nós por fazer parte da sua família, do seu capuz.
Tê-la como mãe nos governando deu a nós muitos benefícios.
 
Mãe, mesmo longe nós sabíamos que tava viva sua presença.
A sua sapiência dizia; pra viver tem que ouvi a voz do silêncio.
Ao longo dos dias fui ensinado a ouvi mais e fez toda diferença. 
 
Mãe, a representante de Deus na terra, nossa fiel conselheira.
Quem houve os seus conselhos os celeiros se fartarão de trigo.
Em nenhum dia você deixou de ser mãe, nos deu o colo amigo.
Você ainda é pra nós a nossa maior conquista a nossa parceira.
 
Mãe, nós procuramos andar nos caminhos por você projetado.
Se a rota foi desviada não teve culpa, você deu seus preceitos.
Você é nosso exemplo, nas aulas da vida, mãe tem doutorado.
 
Mãe, você é amor, é amada todos nós, a nossa mãe por direito.
Você ainda mantém aquela mesma rotina, a santa preocupação.
As mães são assim, a nossa não fugiram a regra ama de coração.
A felicidade delas mora em nós, as mães merecem todo respeito.
 
***************************************
 
     Esse é o 6º Canzoneto da “SEMANA DAS MÃES EM CAZONETO”, espero que todos e principalmente que todas as mães gostem, mães são 24/horas por dia, 7/dias por semana, 30/dias por mês, 365/dias por ano, não recebem salários, e nem férias.
     Elas estão sempre ali na labuta, eu sei que uma semana ainda não é nada em comparação ao muito que ela já fez e continua fazendo em nossas vidas, mãe é tudo de bom, é um anjo de DEUS na terra, todas as mães são as Marias, Maria a mãe de Jesus. 
 

     Observação:
 

     Canzoneto é uma criação da poetisa Margareth D S Leite do site Recanto das Letras.
 
José Aprígio da Silva.
“Lorde dos Acrósticos”
Stenius Porto.
Brasília/DF.
Sábado, 04 de maio de 2013 – 16h42.
JOSÉ APRÍGIO DA SILVA
Enviado por JOSÉ APRÍGIO DA SILVA em 11/05/2013
Reeditado em 01/05/2014
Código do texto: T4284903
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2013. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
JOSÉ APRÍGIO DA SILVA
Ceilândia - Distrito Federal - Brasil, 61 anos
1920 textos (183065 leituras)
1 áudios (52 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/04/21 18:22)
JOSÉ APRÍGIO DA SILVA