Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
** Dia Internacional das Mulheres (Em Canzoneto) “III” **
Reedição/2014.
ABAB – CAC – DEED – FGF – GHHG.
 
Suas ações são habituais, vocês têm o fiel dom da multiplicação.
Hoje é o seu dia, o dia internacional, vocês merecem as palmas.
Tudo que vocês fazem, busca a solução sensata até a perfeição.
O seu amor com os filhos, esposos e parentes tem a viva chama.
 
Quem conhece uma mulher, conhecem seu infinito potencial.
Nas lidas da vida, vocês tem o amor como fonte de inspiração.
Nós que vivemos com vocês sabemos o seu imenso diferencial.
 
Bons e fiéis homens têm do seu lado ótimas mulheres e esposas.
Vocês têm o dom da verdade, o amor que contagia nossos lares.
Eu sou um cara feliz eu tenho uma, que dão tons aos meus ares.
Um dia internacional (é) irrisório, pra quem doa aroma às rosas.
 
O amor é o diferencial de uma mulher, vocês ecoam, doam paz.
Felizes, somos nós homens que dos seus ventres somos gerados.
O seu amor que nos gerou e ainda gera é prova do que é capaz.
 
Sentir o seu amor real e fielmente presente é se sentir amado.
Vocês jogam de igual pra igual, vocês são musas internacionais.
Quem disse que são frágeis, não sabe a história dos seus anais.
Pra vocês eu faço poesias, por minha mulher vivo apaixonado.

 
*****************************************
 
     Observação:
Canzoneto é uma criação da poetisa Margareth D. S. Leite do Site Recanto das Letras.
 
José Aprígio das Silva.
“Lorde dos Acrósticos”
Stenius Porto.
Brasília/DF
Terça-feira, 2013/02/26 – 12h35


******************************


** Dia Internacional das Mulheres (Em Canzoneto) “IV” **
Reedição/2014.
ABAB – CAC – DEED – FGF – GHHG.
 
Pra vocês eu faço poesias, por minha mulher vivo apaixonado.
Nesta data feliz exaltamos o seu dia internacional das mulheres.
Sentir, o seu amor diário é um presente, é um caso consumado.
Vocês as nossas guerreiras que não fogem dos seus mil afazeres.
 
A luz que advém de vocês cintila até mesmo nosso universo.
O que seria das nossas moradas, sem o nosso maior achado.
Pra, nós poetas o seu amor é tópico atual nos nossos versos.
 
Levam-nos a mares nunca antes navegados, vocês são perfeitas.
Nem mesmo os hortos celestes dos céus não têm as suas flores.
Seu amor é infindo ganha dos nossos, tem aroma, tem licores.
Uma mulher é como um diamante, só o Criador tem as receitas.
 
Vocês, mulheres são musas inspiradoras das nossas belas-artes.
Quem ama uma mulher é capaz de ver a sua alma, seu coração.
Feliz, são os que estão sob a vossa proteção dos seus baluartes.
 
Não somos homens de correr, nós vivemos no seu raio de ação.
O seu amor por nós é grande, o seu coração é amigo, é imenso.
Vocês são mulheres primaveris têm da vida os tons do consenso.
Eu não tenho como dá flores pra todas, deixo aqui a versificação.


******************************
 

 
     Observação:
Canzoneto é uma criação da poetisa Margareth D. S. Leite do Site Recanto das Letras.
 
José Aprígio das Silva.
“Lorde dos Acrósticos”
Stenius Porto.
Brasília/DF
Terça-feira, 2013/02/26 – 15h15
JOSÉ APRÍGIO DA SILVA
Enviado por JOSÉ APRÍGIO DA SILVA em 06/03/2014
Código do texto: T4718086
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2014. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
JOSÉ APRÍGIO DA SILVA
Ceilândia - Distrito Federal - Brasil, 61 anos
1920 textos (183065 leituras)
1 áudios (52 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/04/21 19:34)
JOSÉ APRÍGIO DA SILVA