Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

(((RESILIÊNCIA))) Canzoneto

RESILIÊNCIA
Canzoneto: Estilo, poetisa, MargarethDSL.
ABAB CAC DEED EFE FGGF

Sei... O infortúnio bateu a porta,
Nem se quer abri, mas ele entrou...
Deixei fresta, em moradia aqui ficou,
Dorme o desânimo, esse é o alerta.

Quero estar pronta no meu ânimo,
Falta meu querer isso importa!
“Que tempo chato, só reclamo...”

Meu dia cinza quer um mimo,
No cenário a cortina fechou.
Um pássaro sozinho me olhou,
Sem cantar no galho tão anônimo.

Darei voltas, sinto no meu íntimo
Antes que apague essa centelha
Sou arrimo, sou forte, reanimo.

Sou borboleta, mas já fui lagarta...
Os espinhos da flor a beleza não furta,
Há dias de casulo, a esperança liberta.
Vestida de sonhos, fecho velcro altruísta.

Novembro/2016.
MargarethdsL.
Margareth D S Leite
Enviado por Margareth D S Leite em 25/11/2016
Código do texto: T5834164
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Margareth Domingos da Silva Leite.). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Margareth D S Leite
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
2187 textos (61833 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/06/19 20:19)
Margareth D S Leite