Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
Poe/Art - Interpretação - Imagem
Correção

Exorta-me!
Eu só choro, berro e murmuro,
Bebo do leite da Tua Palavra...
Me satisfaço e golfo para fora,
Algo fica no fundo do meu ser,
Corrija-me!
Não suporto seu alimento sólido,
Então; berro novamente perdido,
Preciso do Teu crescimento...
Quero lhe fornecer lã, na tosa,
Enrolar os carreteis de costura,
Participar dos tingimentos,
E virar vestimentas raras.
Açoite-me!
Com a sua vara corretiva,
Para ficar longe do precipício,
E não chamar outros abismos,
Quero lhe entender meu Pastor,
Deixá-lo feliz, para que me ame,
A cada novo dia, cada vez mais,
Guia-me!
Pelas tuas águas de descanso,
Pelo vale da sombra da morte,
Nos rastros de lobos e coiotes,
E não deixe nenhum sinal.
Ilumina-me!
Que os meus despojos caiam...
E me banhe nas Tuas águas,
Ressurja com novo nascimento,
E possa lhe glorificar afinal.
Ajuda-me!
Escreva Tuas letras no meu coração,
E me desvencilhe dos espinhos,
Que ferem os meus cascos,
De tanto caminhar em vão.
Exorta-me! Corrija-me! Açoite-me!
Guia-me! Ilumina-me! Ajuda-me!
Me envolva nos seus braços,
Isto é tudo que preciso,
Para eu cantar feliz.
 FAÇA UM POE\ART REGRAS NO LINK ABAIXO.
http://www.recantodasletras.com.br/e-livros/4726115
 

Maurício de Oliveira
Enviado por Maurício de Oliveira em 16/12/2017
Reeditado em 17/12/2017
Código do texto: T6200729
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
Maurício de Oliveira
São Paulo - São Paulo - Brasil, 52 anos
1564 textos (104260 leituras)
12 e-livros (3295 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/08/18 02:21)
Maurício de Oliveira

Site do Escritor