Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PoeRima D

Dei vivas com alegra à sua chegada
Dediquei o dia para o momento festejar
Demos as mãos e nossas almas abraçadas
Dizem que o viver doravante é para muito amar

Dias saudosos tiveram seu fim
Dores de amor, já não sinto
Deveras feliz, é hora do Tim-Tim
Degustar um licor sabor absinto

De felicidade estamos plenos
De amar, nunca se fartar
Desejo bons sonhos serenos
Dias e noites sempre a te amar

PoeRima é criação da poettisa Fernanda Xerez

Obrigada pela Intração homenagem poeta Judd, e também pela faia que me cabe.

Mulheres serenas, promessas de nada.
mulheres de vento, de sopro divino,
mulheres de sonho, mulheres sentido,
 mulheres da vida, melhor ter vivido...
Mulheres de tempo, em que tudo que havia fazia sentido,
mulheres que eu vejo, no sol de janeiro,
mulheres saídas de potes de vidro,
mulheres faceiras, as mais feiticeiras, melhor ter sorrido...
Mulheres de luzes e de absinto,
mulheres que um dia sonhei colorido...
 mulheres de danças,  as tranças nos ombros, meus olhos caídos...

Mulheres que fecham a vã poesia,
mulheres que o ouro não tem nem princípio,
 mulheres de outono,  o seu abandono, melhor ter carinho...
Mulheres de um tempo em que estive sozinho,
mulheres de riso abrindo janelas,
mulheres que sonham,  seu sono macio, melhor o seu ninho...
Mulheres do dia e da noite, eternos,
 mulheres que lutam, raízes na terra,
 mulheres que as feras,  no meio da noite, não mais intimidam...
 Mulheres espera, no mar do abandono,
mulheres teares, tecendo seu linho,
 mulheres tão loucas,  Seu beijo na boca, uma taça de vinho...
dinapoetisadapaz
Enviado por dinapoetisadapaz em 05/03/2019
Reeditado em 01/12/2019
Código do texto: T6590325
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre a autora
dinapoetisadapaz
Cabedelo - Paraíba - Brasil
2204 textos (75401 leituras)
3 áudios (231 audições)
1 e-livros (31 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/09/20 04:39)
dinapoetisadapaz