Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto



 


ADEUS

Foste embora sem adeus,
adeus tu nunca me deste,
deste-me apenas desprezo,
desprezo, descaso - tão triste.

Triste eu estou agora,
agora nada mais importa,
importa somente esta dor,
dor sentida, dor ferida.

Ferida abriste em meu peito,
peito meu que sofre, chora,
chora porque foste embora,
embora foste, amor meu.

Meu amor, que tanto quero,
quero sim, eu sou sincero,
sincero sou e fiel,
fiel fui por toda vida.

Vida, vida que maltrata,
maltrata aquele que ama,
ama de corpo e de alma,
alma, eu te digo adeus.


 
(Um Experimental de Simplesmente Sys)

 Paulo Miranda
Vida, vida, que maltrata
nada nos resta fazer
e meu sangue de barata
to inoculo, por prazer..
.

 
HLuna
Enviado por HLuna em 16/10/2019
Reeditado em 17/10/2019
Código do texto: T6771030
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (http://recantodasletras.uol.com.br/autores/helenaluna). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

Comentários

Sobre a autora
HLuna
Fortaleza - Ceará - Brasil
10130 textos (240697 leituras)
15 e-livros (977 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/01/20 23:34)
HLuna