Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto


Livre

Te deixarei ir;
e tu irás...
Como te impedir?

Se és rio...
Não volta atrás.
Prefiro o martírio

às águas mortas
ao amor fugaz
às carícias tortas...


 






Elvis
 
Luzes de neon;
Rock in roll;
música e tom…
 
Do heavy-metal
o que restou?
Bem ou mal?...
 
Amores e afins...
O tempo embotou
a calça jeans...


 









Volúvel
 
Paixão insana, perjura,
levas ao delírio...
Eis a tortura...
 
Ora é chama,
feito um círio
que se inflama;
 
ora se apaga
vem o martírio;
a solidão vaga...
 

 




Mística
 
Uma alma aberta
às flébeis auroras
ao sol flerta
 
em cada amanhecer;
às mesmas horas
cristalinas do ser.
 
O orvalho bebes
e terço oras
junto às plebes...
 

 






Taças
 
Uma, duas, três...
Penso em você,
entorno de vez...
 
Uma palavra falsa;
luzes e fumacê;
tudo sai de graça...
 
E me derramo;
ninguém me crê,
mas te amo...
 
 
 







Dançarina
 
Nesse teu jogo
de strip-tease
não vale rogo
 
Corpo é tudo,
e dólar: please...
de cem, sobretudo...
 
Mas na madrugada
sob a marquise
solidão é espada.
 

 



Esta é uma série de medianeiros que ainda não havia publicado por aqui e estavam prontos desde 2014 ou 2015, não lembro direito. como tem coisa demais para eu postar ainda, vou colocando em séries para acabar logo com isso. Espero que gostem e não se cansem. prometo que logo as séries acabarão. rsrs

IMAGENS: @by Google

 



Sonia de Fátima Machado Silva
Enviado por Sonia de Fátima Machado Silva em 30/08/2020
Código do texto: T7050010
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre a autora
Sonia de Fátima Machado Silva
Coromandel - Minas Gerais - Brasil, 57 anos
1341 textos (58478 leituras)
13 áudios (692 audições)
2 e-livros (150 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/05/21 14:45)
Sonia de Fátima Machado Silva