Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
A Mulher e as borboletas - PicMix

Poetizando
sinto
minh’alma
alada,
voejo.
Sou
borboleta
iluminada


Amanheceu,
tornei-me
mulher
ensolarada.
Anoiteceu,
tornei-me
musa
enluarada.




Não
invada
meu
silêncio.
Nele
estão
contidos
os
meus
sonhos
profundos


Deixei
portas
entreabertas.
Entre,
acolha-me,
faça
novas
descobertas




AnnaLuciaGadelha









Tirinha uma criação do poeta
Chico Legal

https://www.recantodasletras.com.br/experimental/7222531









Obrigada, meu Mestre querido











Se em algum momento a ideia de invasor te tocou os sentidos,
esqueça foi somente ilusão...
é que me toca a beleza espiritual das pessoa...
a leve alusão da passagem da mulher enluarada para a ensolarada





- Alkas









Obrigada, querido poeta e amigo além-mar










Sabes quanto gosto de borboletas
O que te digo não são tretas,
És mulher iluminada
E serás também mulher amada

Quando amanheceu eras mulher encantada
Ao anoitecer foste a musa sonhada
Teu silêncio irei despertar





- CasMil









Reflexões em Poesia: Noite Enluarada




 
AnnaLuciaGadelha
Enviado por AnnaLuciaGadelha em 03/04/2021
Reeditado em 06/04/2021
Código do texto: T7223014
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre a autora
AnnaLuciaGadelha
João Pessoa - Paraíba - Brasil
633 textos (151046 leituras)
23 áudios (1957 audições)
3 e-livros (1453 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/05/21 14:42)
AnnaLuciaGadelha

Site do Escritor