Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
*** Frases de Carminha (Avenida Brasil) ***

     “Sua mãe morreu! Está morta e enterrada debaixo da terra, sacou, peste?! As minhocas já comeram o corpo dela! Agora tem eu aqui, a mulher do seu pai!”
     Carminha discutindo com Rita, logo no primeiro capítulo da novela.

     "Meu amor, qual a melhor forma de botar a mão numa grana preta nesse país? Política, meu bem.”
     Momento em que a vilã decide se candidatar à vereadora.

     "Eu hoje estou péssima, não estou com paciência para esse hospício"
     A vilã perde a paciência com a família de Tufão.

     "Sabe o que você tá parecendo? Uma bisnaga de padaria dentro de um saco de papel"
     A filha Ágata é seu alvo preferido. Aqui, Carminha critica a roupa da menina.

     "Não quero muito da vida não. Eu quero é tudo."
     Filosofando para o amante Max sobre suas intenções e objetivos de vida.

     "É ruim de baleia se afogar, hein."
     Mais uma patada em Ágata, que estava cansada da aula de natação e disse que iria se afogar por tanto esforço.

     "A vida é uma guerra: é você ou ela."
     Novamente filosofando, desta vez para Nina.

     "Minhas costas não são carne de segunda pra bater desse jeito, não."
     A vilã reclama da massagem da empregada Zezé.

     "Para de adubar o mundo com essa sua boca."
     Em uma das brigas com Max, a vilã soltou essa pérola sobre as ideias do comparsa.

     "Todo homem é um otário em potencial. Menos você, claro, meu amor."
     Agora toda amor e carinho para o mesmo Max.

     "Promete uma coisa, Max. Se eu for baleada, tira o boné? Era só o que me faltava, morrer e ainda aparecer na capa dos jornais de boné."
     Preocupada com o visual, Carminha conversa com Max durante o sequestro forjado pela dupla.

     "Pega uma sacolinha de plástico. Pobre sempre tá carregando uma sacolinha."
     Carminha dá ideia para Max fugir de favela sem ser reconhecido.
 
     Fonte:

http://entretenimento.br.msn.com/famosos/frases-de-carminha?page=0

José Aprígio das Silva.
“Lorde dos Acrósticos”
Stenius Porto.
Ceilândia/DF.
Sexta-feira, 13 de Julho de 2012 – 21h41.
 
AVENIDA BRASIL.
Enviado por JOSÉ APRÍGIO DA SILVA em 13/07/2012
Reeditado em 13/07/2012
Código do texto: T3776571

Copyright © 2012. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
JOSÉ APRÍGIO DA SILVA
Ceilândia - Distrito Federal - Brasil, 61 anos
1921 textos (183121 leituras)
1 áudios (52 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/04/21 15:03)
JOSÉ APRÍGIO DA SILVA