Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poema (II)

Algum poema pode começar no desespero da manhã que incendeia... mas pode brilhar no azul de um céu gelado, onde os apelos inúteis de sensatez, desabam ao chão feito punhados...
Angela Lara
Enviado por Angela Lara em 14/09/2005
Reeditado em 21/03/2012
Código do texto: T50323
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Angela Lara
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 57 anos
1887 textos (251941 leituras)
53 e-livros (15855 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/18 10:33)
Angela Lara