Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O último sonho.

     Tragou-me a voragem do Desconhecido.
     Isolei-me demasiadamente da vida, e ao meu recolhimento profundo, fatal, somente as sombras me acompanharam.
    Eu não soube integrar-me nelas. E, tomando vulto os espectros interiores dos meus próprios pesadelos, das minhas íntimas dúvidas, para escapar-me aos seus tentáculos atrozes, sonhei e arquitetei a volúpia do aniquilamento.
    A vida impõe o intercâmbio das emoções: o interior e exterior devem casar-se, sem que os vultos funestos do desânimo e da morte se apossem da nossa individualidade.
    É na integração do homem na vida que reside a Felicidade.
Quem se isola do mundo, e procura só no interior desempenhar a vida, sofre a asfixia dos seus sonhos e das suas esperanças.
    A morte tem, para os desiludidos, a aparência fulgurante de uma Canaã.
    O último sonho dos derrotados é a Morte.
Arcanjjus Negrus
Enviado por Arcanjjus Negrus em 16/02/2016
Reeditado em 16/02/2016
Código do texto: T5545467
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre o autor
Arcanjjus Negrus
Pinhais - Paraná - Brasil, 38 anos
1457 textos (102713 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/03/21 19:39)
Arcanjjus Negrus