Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Marcha dos mortos.

Um garoto vai à escola
Incapaz de aprender
Porque tudo o que ele como é a merenda escolar...

O seu lanche é quase nada
Farinha superfaturada
Mas quem desviou a grana come caviar

Na porta do Congresso
Acontece um protesto
Só que ninguém vê a grande multidão
É o protesto das almas
Daqueles que se foram
Por falta do dinheiro da corrupção

Me diga, Vossa Excelência
Como é que o senhor consegue dormir?
Como se dobra a consciência...
Pra se sujar de sangue e não sentir?

Na porta de um hospital
O doente passa o dia
A espera do atendimento que não vai chegar

Um figurão usou a verba
Pra pagar sua cirurgia
De rejuvenescimento e implante capilar

Me diga, Vossa Excelência
Como é que o senhor consegue dormir?
Como se dobra a consciência...
Pra se sujar de sangue e não sentir?

E o protesto dos mortos
Enche a Praça dos Três poderes
Se expande até os palácios
E segue invisível
Invade ministérios
Em busca do impossível

Se expande até os palácios
E segue invisível
Invade gabinetes
Em busca do impossível
Em busca de Justiça
Em busca de Justiça
Em busca de Justiça

Me diga, Vossa Excelência
Como é que o senhor consegue dormir?
Como se dobra a consciência...
Pra se sujar de sangue e não sentir?

banda  SEMINOVOS
Arcanjjus Negrus
Enviado por Arcanjjus Negrus em 29/05/2018
Reeditado em 29/05/2018
Código do texto: T6349536
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre o autor
Arcanjjus Negrus
Pinhais - Paraná - Brasil, 38 anos
1457 textos (102548 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/01/21 00:28)
Arcanjjus Negrus