Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

FILOSOFIA DE ESTRADA (03)

01      Não sou o dono do mundo, mas, sou filho do dono.

02      Amor é sede depois de se ter bebido.

03      Obra apressada, obra estragada.

04      Os cães ladram e a caravana passa.

05      Para grandes males, grandes remédios.

06      Sempre é leve, o fardo no ombro alheio.

07      Para bom mestre, não há má ferramenta.

08      Se queres ser bom juiz, ouve o que cada um diz.

09      O sol nasce para todos, a lua para quem merece.

10      O impulso faz parte do salto.

11      Quem ama, não mede distância.

12      O silêncio é o santuário da prudência.

13      A esperança é o sonho do homem acordado.

14      Algumas derrotas prepara-nos para grandes vitórias.

15      Antes perder a lã, que a ovelha.

16      Atrás de quem corre, não falta valente.

17      Azeite, vinho e amigo: melhor o antigo.

18      Um homem sério não tem idéias.
         Um homem de idéias nunca fica sério.

19      As aparências não se enganam.
         A gente é que se engana com as aparências.

20      Não se preocupe em entender.
         Viver ultrapassa todo o entendimento.      
Macris
Enviado por Macris em 03/10/2007
Código do texto: T678966

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Macris
Valinhos - São Paulo - Brasil
722 textos (57356 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/17 10:05)
Macris