Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Maiúscula ou minúscula?

Então, os nomes dos meses devem ou não ser grafados com inicial maiúscula?

A esse respeito, preferimos os estudos já feitos por Filho (2011); Lopes (2012); Matos (2012); Estrela, Soares e Leitão (2014).
Atinente ao uso de inicial maiúscula, Estrela et al (2014, p. 44) dizem-nos que tal emprego obedece a determinadas regras, embora haja uma liberdade de se recorrer às maiúsculas para se dar realce ou enfatização a uma palavra ou expressão.
Acerca do emprego ou não da inicial maiúscula em nomes que designam meses do ano, parece haver um braço-de-ferro entre vários gramáticos da nossa praça linguística: uns, resistindo ao Novo Acordo, ou seja, Aborto Ortográfico, embora esteja em vigor no seu país; e outros, esquecendo-se da história e da origem das palavras, escrevem de acordo com o novo instrumento ortográfico que, para muitos, veio para simplificar a escrita. De recordar que tal Acordo foi feito em sete dias!
A discussão gerada acima surge em função deste Acordo Ortográfico, acordo esse que anulou muito que se usava no passado, pelo menos nos países onde já esteja em uso.
Para Matos (2012, p. 117), deve-se grafar com inicial minúscula os nomes de meses.
Ex.:
Em ‘’março’’ irei ao Kilamba.
Estrela et al (2014, p. 45), contrariando-o, dizem-nos que se pode, em função de nomes relativos ao calendário, grafar sim com inicial maiúscula.
Ex.:
O que achaste do mês de ‘’Maio’’?
Filho (2011, p. 126), apoiando-se na ideia de Estrela et al (2014, p. 45), recomenda-nos usar também inicial maiúscula; todavia, fazendo uma nota em relação ao Novo Acordo Ortográfico (cf. p. 128), dá-nos a conhecer que se passa a escrever,  com a entrada em vigor desse instrumento, com inicial minúscula, isto já corroborando a ideia de Matos (idem).
Ex.:
Lá vem o mês de julho*.
Este autor, ao contrário de Matos, abre-nos aqui duas saídas: do sim ou do não uso de inicial maiúscula quanto ao que reportamos. Tal como fez Filho (2011), também seria dever de Matos, isto em nota de rodapé, apresentar um estudo contrastivo entre o Velho e o Novo Acordo Ortográfico, só por uma questão de clareza a mais para os seus leitores.
Em oposição à ideia de Matos (2012, p. 117), embora a gramática dele seja acordizada e concordando com Estrela et al (2014, p. 45) e Filho (2011, p. 126), Lopes (2012, p. 22) recomenda, diante de nomes de meses, usar inicial maiúscula.
Ex.:
Grandes notícias hão-de surgir em ‘’Novembro’’.
Portanto, face ao que aqui apresentamos, apraz-nos dizer que se pode ou não utilizar inicial maiúscula diante de um nome que designa mês: para os países onde o Acordo Ortográfico foi ‘’rejeitado’’, convém escrever de acordo com o Acordo vigente nesse país, aquele que recomenda utilizar maiúscula diante de nomes de meses; outrossim, para os países onde o Novo Acordo foi aprovado, convém escrever obedecendo à norma desse acordo; todavia, parece haver pessoas, sobretudo escritores clássicos, que, embora por imperativo de lei, não se dão ao luxo de respeitar o Novo Acordo Ortográfico, preferindo assim escrever conforme o Acordo anterior àquele aprovado recentemente.
Quanto ao caso de Angola, pensamos que o Governo local deveria explicar-se a respeito, uma vez que Angola ainda (e esperamos que não cometa esse erro) não adoptou o Novo Acordo Ortográfico. Em outras palavras,  não se deveria  permitir, no Sistema de Ensino, a presença de gramáticas acordizadas pelo simples facto de se querer evitar confusões ortográficas em nossos estudantes, até que nalgum dia tal Novo Acordo (não) seja adoptado.
______________
*Sobre Julho, talvez eu fique bastante zangado com quem viesse a dizer, por intermédio da escrita, que o meu mês é julho e não Julho.

 
CaetanoCambambe
Enviado por CaetanoCambambe em 06/12/2017
Código do texto: T6191909
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
CaetanoCambambe
Luanda - Luanda - Angola, 22 anos
50 textos (1347 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/12/17 16:37)
CaetanoCambambe