Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto


"Grau diminutivo dos substantivos!"

São chamadas de substantivos as palavras que indicam seres, lugares, qualidades, sentimentos e noções, entre outros. Os substantivos sofrem flexão em número, gênero e grau.

A flexão em grau ocorre quando existem três tamanhos distintos para os substantivos: o grau normal indica o tamanho normal do objeto ou ser (caderno), o grau diminutivo indica o tamanho diminuído do objeto ou ser (caderninho) e o grau aumentativo indica o tamanho aumentado do objeto ou ser (cadernão).

Existem dois processos de formação do grau diminutivo e do grau aumentativo: através da junção de sufixos diminutivos e aumentativos (sintético) e através da junção de adjetivos que sugerem diminuição ou aumento (analítico).

Exemplos:

Grau normal: janela
Grau diminutivo sintético: janelinha
Grau diminutivo analítico: janela pequena
Grau aumentativo sintético: janelão
Grau aumentativo analítico: janela grande
Exemplos de sufixos diminutivos:
-inho/a: casinha, lisinho, lapisinho,…
-zinho/a: animalzinho, pezinho, xicarazinha,…
-ino/a: pequenino, cravina,…
-im: flautim, festim, varandim,…
-acho/a: riacho, populacho, penacho,…
-icho/a: barbicha, canicho,…
-ucho/a: papelucho, gorducha,
-ebre: casebre,…
-eco/a: livreco, jornaleco, soneca,…
-ico/a: namorico, veranico, burrico,…
-ela: ruela, viela,…
-elho/a: aselha,…
-ejo: lugarejo, animalejo,…
-ilho/a: cintilho, vidrilho,…
-ete: diabrete, palacete, lembrete,…
-eto/a: saleta, maleta, poemeto,…
-ito/a: senhorita, casita, sapatito,…
-zito/a: pãozito, jardinzito, florzita,…
-ote/a: velhota, rapazote, filhote,…
-isco/a: chuvisco, pedrisco,…
-usco/a: velhusco,…
-ola: criançola, bandeirola, rapazola,…

Exemplos de adjetivos que indicam diminuição:

pequeno
pequenino
mínimo
minúsculo
diminuto
miúdo
insignificante
reduzido
Exemplos de substantivos no grau diminutivo
abelha: abelhita, abelhazinha, abelhinha
aldeia: aldeola, aldeota
animal: animalejo, animalzinho,animálculo
árvore: arbúsculo, arvoreta, arvorezinha
asa: álula, aselha, asinha
ave: avícula
bandeira: bandeirola, bandeirinha
barba: barbicha, barbica
barraca: barraquim, barraquinha
barril: barrilete, barrilote
bigode: bigodinho, bigodito
boca: boquita, boquinha
boné: bonezinho
burro: burrico
cabeça: cabecinha, cabecita
caixa: caixeta, caixote, caixola
caminhão: camioneta, caminhonete
cão: cãozinho, cãozito, canito, canicho
casa: casebre, casinha
chapéu: chapelete, chapeuzinho, chapeleta, chapelinho
chuva: chuvisco, chuvinha, chuvisqueiro
cinto: cintilho
colher: colherinha, colherzinha
corda: cordel, cordinha
corpo: corpúsculo
cruz: cruzeta
dente: dentículo
diabo: diabrete
espada: espadim
estátua: estatueta
faca: faquinha
fazenda: fazendola, fazendinha
febre: febrícula
filho: filhinho, filhote
fita: fitilho
flor: florinha, florículo, florzinha, flósculo
folha: folíolo, folhinha
globo: glóbulo
gota: gotícula
grão: grânulo
homem: homenzinho, homenzito, homúnculo, hominho
ilha: ilhéu, ilhota
índio: indiozinho, indiozito
jornal: jornaleco
lápis: lapisinho
língua: lingueta
livro: livrinho, livrozinho, livreto, livreco, livrete
lobo: lobinho, lobato, lobacho
mala: malinha, maleta, malote
moça: mocinha, moçoila
monte: montinho, montículo
mulher: mulherzinha, mulherinha
namoro: namorico
nariz: narizinho, narizito
palácio: palacete
papel: papelucho, papelinho, papelico, papelete
parte: partícula
pé: pezinho, pezito
pedra: pedrisco
pele: película
poema: poemeto
porção: porciúncula
porta: portinhola, portinha
praça: pracinha
preço: precinho
prego: preguinho
pudim: pudinzinho
questão: questiúncula
rádio: radiozinho
raio: raiozinho
raiz: radícula, radicela
rapaz: rapazola, rapazote, rapazelho, rapazinho, rapagote
rede: retículo
rei: régulo, reizinho
rio: ribeiro, riacho, regato
rocha: rochinha
rua: ruela
saco: saquitel, saquinho
sala: salinha, salita, saleta
sela: selim
serviço: servicinho
sino: sineta
tábua: tabuinha, tabuazinha
tênis: tenisinho
tesoura: tesourinha
vara: vareta, varela, varinha
vaso: vasinho
velho: velhote, velhinho, velhusco
verão: veranico
verme: vermículo
verso: versículo
via: viela
vidro: vidrinho
vila: vilela, vileta, vilola, vilarejo, vilinha, vilazinha
voz: vozinha, vozita
xícara: xicarazinha, xicarinha, xicarazita
Fique sabendo mais!
O grau diminutivo pode ser usado para transmitir uma ideia de carinho, indicando grande valor afetivo, mas também uma ideia de menosprezo ou troça.

Exemplos:

Você será sempre o filhinho do meu coração. (carinho)
Você se acha importante mas não passa de uma pessoinha escrevendo um jornaleco. (menosprezo)
Maria Augusta da Silva Caliari
Enviado por Maria Augusta da Silva Caliari em 10/02/2018
Código do texto: T6250162
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Maria Augusta da Silva Caliari
Pariquera-Açu - São Paulo - Brasil
12921 textos (217150 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/10/18 14:27)
Maria Augusta da Silva Caliari

Site do Escritor