Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

TROPEÇOS na/da LINGUAGEM

TROPEÇOS  na/de LINGUAGEM (1)
Tornou-se frequente, dentre comunicadores de veículos televisivos, políticos, artistas e até mesmo educadores, quando da conjugação do verbo ‘adequar’, no presente do indicativo, primeira pessoa do singular:  ‘eu (me) adéquo’, ‘eu (me) adequo’;  segunda pessoa do singular:  ‘tu (te) adéquas’, ‘tu (te) adequas’ e terceira pessoa do singular: ‘ele (se) adéqua’, ‘ele (se) adequa’, e terceira pessoa do plural: ‘eles (se) adéquam’, ‘eles (se) adequam’.  Com ou sem o pronome reflexivo.
O ouvido, por mais insensível que seja, rebela-se.  A eufonia, por menos tênue que se afigure, violenta-se. A fidelidade linguística compromete-se. A comunicação perde a limpidez das cristalinas fontes.
O verbo ‘adequar’ é defectivo, possui conjugação incompleta. E por sê-lo, em respeito à eufonia, não é conjugado em todos os modos, tempos e pessoas. No presente do indicativo registram-se formas somente à primeira pessoa do plural: nós nos ADEQUAMOS; e à segunda pessoa do plural: vós vos ADEQUAIS. Às demais pessoas emprega-se um verbo que tenha sinonímia, tomemos por exemplo o verbo ‘adaptar-se’. Logo, Eu me adapto, tu te adaptas, ele se adapta, nós nos ADEQUAMOS, vós vos ADEQUAIS, eles se adaptam.
Naturalmente é dispensável saber se o verbo é ou não defectivo. A classificação, ao leigo, pouca importa. Indispensável sim deixar-se tocar pela eufonia. O bom som é afetuoso à audição. Lembremos que no presente do subjuntivo somente teremos: que nós (nos) adequemos, que vós (vos) adequeis. No imperativo afirmativo: adequemo-(nos) nós, adequemos nós,/ adequai-(vos) vós, adequai vós. No imperativo negativo: não (nos) adequemos, não adequemos,/ não (vos) adequeis, não adequeis.
Raramente percorremos, com fluidez, os caminhos do imperativo. Menos ainda com definição gramatical. O uso não nos é habitual como as formas do indicativo e subjuntivo. Mesmo assim, o domínio de alguns recursos é fundamental, particularmente a quem trabalha com o idioma ou se expressa em/para o público, levando a mensagem da credibilidade e do correto.
O verbo ‘adequar’ (se) tem como vogal temática a letra ‘a’ que é usada nas formas arrizotônicas (tônica fora da raiz), do presente do indicativo: ADEQUAMOS e ADEQUAIS.  Também a vogal temática ‘a’ aparecerá no Pretérito imperfeito (adequava), Pretérito mais-que-perfeito (adequara), Futuro do presente (adequarei), Futuro do pretérito (adequaria). Pretérito imperfeito do subjuntivo (se eu (me) adequasse), (quando eu (me) adequar). O presente do subjuntivo é formado com a primeira pessoa do presente do indicativo, como não a temos, conjugamos somente as formas arrizotônicas (nós e vós) sempre com a vogal temática que não seja ‘a’: que nós (nos) adequemos, que vós (vos) adequeis. Ao Imperativo negativo coloquemos a negativa nas formas do presente do indicativo.  
Lembremos que os verbos regulares, com a vogal temática ‘e’, terão as formas do presente do indicativo  com ‘e’ .(corre...)  As pessoas do presente do subjetivo com ‘a’ (que eu corra...) Percebam a importância da primeira pessoa do indicativo.

Verbos com vogal temática ‘a’ - presente do indicativo ‘a’ presente do
                                                                                      subjuntivo ‘e’
             Imperativo negativo ‘não’ + presente
                                                                                    do subjuntivo.
Verbos com vogal temática ‘e’ -  presente do indicativo ‘e’ presente do
                                                                                     subjuntivo ‘a’
 Imperativo negativo  ‘não’ + presente
                                                                                    do subjuntivo.

 Imperativo afirmativo                Imperativo negativo
  jamais teremos a primeira pessoa jamais teremos a primeira pessoa
‘corre’ (Presente do indicativo),  * ‘não corras tu’ (Presente do
                                                                indicativo)
‘corra’ (Presente do subjuntivo), ‘não corra você’ (Presente do
                                                         indicativo)
‘corramos’ (Presente do subjuntivo), ‘não corramos nós’ (Presente do
                                                        indicativo)
‘correi’ (presente do indicativo),  * ‘não corrais vós’ (Presente do
                                                        indicativo)
‘corram’(presente do subjuntivo) ‘não corram vocês’ (Presente do
                                                        indicativo)

São exemplos de alguns verbos defectivos: adequar, falir, doer, reaver, abolir, banir, brandir, carpir, colorir, delir, explodir, ruir, exaurir, demolir, puir, delinqüir, fulgir (resplandecer), feder, aturdir, bramir, esculpir, extorquir, retorquir, soer (costumar: ter costume de), etc.

Jorge Moraes
Enviado por Jorge Moraes em 16/10/2019
Código do texto: T6771455
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Jorge Moraes
Pelotas - Rio Grande do Sul - Brasil, 74 anos
80 textos (17727 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/11/19 23:23)
Jorge Moraes