Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Onde se assenta o ACENTO de: “recorde”?


Eu, Tex, pesquisei pela melhor resposta e a professora  Margarida Moraes é quem melhor apresenta (na minha opinião) a razão da confusão que, na verdade, sempre aconteceu pela palavra pronunciada.
 
Entenda a razão pela qual a tal “acentuação” dessa palavra é uma mera lenda.

Antes, fique aqui claro que a dúvida não existe quando se fala do verbo “recordar” – conjugado no Presente do Subjuntivo (nas pessoas “eu” e “ele”) – exemplos: “que eu recorde”; “que ele recorde”.

Falamos aqui da palavra que tem origem em “RECORD” – que às vezes é usada em nossa língua sem a vogal final, sendo assim um estrangeirismo (inglês). É quando se fala de uma “marca” máxima (ou até a mínima das mínimas) que é ultrapassada entre seres ou coisas concorrentes.

Mas, vamos à explicação da professora Margarida Moraes, publicada no site:
   
https://www.infoenem.com.br/recorde-ou-recorde-como-se-pronuncia-corretamente-varias-palavras/

ASPAS para ela.
//
Minha escolha se deu também por causa das coberturas jornalísticas das Olimpíadas e das Paralimpíadas, nas quais foram vistos muitos atletas se esforçando para ultrapassar limites. Quando eram bem-sucedidos nessa tarefa hercúlea, os repórteres noticiavam que esses heroicos atletas tinham conseguido bater os REcordes mundiais.

Ora, acontece que a pronúncia dessa palavra, de acordo com a norma culta não tem a sílaba tônica recaindo na proparoxítona. Se assim fosse, o termo deveria ser obrigatoriamente acentuado e não é! Dessa forma, a pronúncia adequada é reCORde, como paroxítona.

\\ ASPAS fechadas para a professora Margarida Moraes, no link:
https://www.infoenem.com.br/recorde-ou-recorde-como-se-pronuncia-corretamente-varias-palavras/

:::::::::::::::::::::::::

Voltando aqui, comentando e finalizando (o Tex).

A conclusão é que você pode usar de estrangeirismo e, ao falar, pode dizer a palavra em inglês (record), sabendo que está usando de estrangeirismo. Nesse caso, fica REcord. Mas aí você se acostuma erroneamente e vai acabar vertendo para a língua portuguesa como se fosse uma proparoxítona. E então... você acabaria acentuando como se a palavra fosse proparoxítona.

Resumindo, o acento desse substantivo (recorde) não se assenta em cadeira nenhuma. Isto é: NÃO se ACENTUA essa palavra.

“Récorde” (acentuado) não está correto na língua portuguesa.

::::::::::::::::::::::::

Ficamos por aqui.
 








Tex Rocketann
Enviado por Tex Rocketann em 16/06/2020
Código do texto: T6979136
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Tex Rocketann
Recife - Pernambuco - Brasil, 60 anos
868 textos (21690 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/07/20 17:33)
Tex Rocketann