Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Adeus

 Hoje, ao acordar, me senti triste.
Minha cabeça começou a rodar rumo ao passado e lágrimas rolaram soltas pelo meu rosto.

Lembranças de minha infância invadiram meu ser.
Nunca pensei que isso pudesse acontecer comigo... Nunca!
Quando eu era criança  ouvia tua voz e dançava com o teu som.

Pensava:

― Porque eles têm um cabelo tão grande?

― Porque eles se dizem "Soul Black"?

Ah! São eles:
"The Jackson Five".

Eu adorava aquela canção
“I'll Be There”…

Você, menino inteligente, bonito e com um sorriso que vinha do coração, contagiou o mundo.


Todos queriam te ver, te ouvir, te imitar...
Inocente e sensível era você.
Tão jovem já nos encantava com um romantismo esplêndido.
Tua voz suave e mágica nos levava para um lugar bonito.
Mas o mundo cobra, julga, deturpa, tatua a alma dos seres humanos, irmãos, com preconceitos e acusações, na maioria, nunca condizentes com a realidade, com a verdade.
Todo artista antes de ser artista é gente!
Antes de aparecerem na mídia, iluminados pelos holofotes da fama que os transformam em deuses ou divindades, eles são seres humanos iguais a mim, a você, a todos, enfim.
Mas você se perdeu, menino.
Você queria agradar e desejou crescer mais e mais, se moldando às cobranças do mundo que depois viria te ferir, te julgar, te cobrar mais uma vez e  te chamar de feio, de  monstro, de louco, de macaco, de pedófilo, de tudo que era ruim.

E você lutou, e você perdeu, e você ganhou e perdeu de novo.

O tempo foi passando e você começou a escolher a forma que mais agradasse ao público, ao mundo, aos fãs, as pessoas que te rodeavam.

Você pensou: Eles preferem pessoas brancas, então serei branco.

Eles exigem que um homem se case e tenha filhos, então eu vou ter filhos. Serei pai!

Eles preferem nariz afilado a achatado. Então vou afilar o nariz.

Dizem até que você forjou o vitiligo.

— Será que você forjou por que quis ou não forjou e foi julgado injustamente?

Se isso for verdade, Michael, acho que você, mais uma vez, quis fazer a vontade do mundo, mas ele não entendeu... não entendeu de jeito algum!

― Por que? Por quê?

― O que você fez, criança?

― Por que te tiraram a infância e te transformaram num fazedor de dinheiro?

― Por que castraram sua pureza, seu tempo, sua vida e o deixaram a mercê da crueldade humana?

― Menino, por que roubaram teus sonhos e o fizeram se esconder de ti mesmo?

Tanto talento...

Na metade de uma vida, muito cedo, Deus te chamou porque teve misericórdia de ti.
Ele, só Ele sabe do teu sofrimento e de tuas verdadeiras intenções.

E eu — menino Michael — te entrego uma rosa com o meu “muito obrigada”  pelas canções e pelo show man que você foi.

Algo sempre me dizia que você era bom. Lamento, mas muitos zombaram de tua imagem e beberam da tua glória.

Agradeço pelas horas de entretenimento que você me proporcionou e pela infância distante, regada com tuas canções.

Tua canção jamais será esquecida, “Menino Michael”.

A minha infância eu vivi ajudada por você. Aliás, eu e milhões de pessoas... menos você.

Vamos cantar juntos a canção Ben?

 **********************************************

Ben

Ben, the two of us need to look no more
We both found what we were looking for
With a friend to call my own
I'll never be alone
And you, my friend will see
You've got a friend in me
(You've got a friend in me)
 
    Ben, nós dois não precisamos mais procurar
Nós dois achamos o que estávamos procurando
Com um amigo para chamar de meu
Nunca estarei sozinho
E você, meu amigo, verá
Que tem um amigo em mim
 
 
Ben, you're always running here and there
(Here and there)
You feel you're not wanted anywhere (anywhere)
If you ever look behind
And don't like what you find
There's something you should know
You've got a place to go
(You've got a place to go)
 
Ben, você está sempre correndo aqui e ali
Você sente que não é querido em lugar algum
Se algum dia você olhar para trás
E não gostar do que você achar
Há algo que você deveria saber
Você tem um lugar para ir
 
I used to say "I" and "me"
Now it's "us", now it's "we"
(I used to say "I" and "me"
Now it's "us", now it's "we")
 
Ben, most people would turn you away
(Turn you away)
I don't listen to a word they say
(A word they say)
They don't see you as I do
I wish they would try to
I'm sure they'd think again
If they had a friend like Ben
(A friend)
Like Ben
(Like Ben)
Like Ben
Eu costumava dizer "eu" e "eu"
Agora é nós, agora é nós
Ben, a maioria das pessoas mandaria você embora
Eu não escuto uma palavra do que eles dizem
Eles não vêem você como eu vejo
Eu gostaria que eles tentassem
Tenho certeza de que eles pensariam novamente
Se eles tivessem um amigo como o Ben
Como o Ben
MEG KLOPPER
Enviado por MEG KLOPPER em 26/06/2009
Código do texto: T1669207

Copyright © 2009. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre a autora
MEG KLOPPER
Niterói - Rio de Janeiro - Brasil
328 textos (958324 leituras)
38 áudios (68943 audições)
3 e-livros (3175 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 29/01/20 09:02)
MEG KLOPPER