Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Repentista Oliveira de Panelas recebe Medalha Ariano Suassuna

 Poeta cantador de repente OLIVEIRA DE PANELAS recebe Medalha Ariano Suassuna da Câmara de Vereadores de João Pessoa, Paraíba.

No dia 14 de junho de 2010 houve uma solenidade na Câmara de Vereadores, no Auditório Senador Humberto Lucena com o objetivo de homenagear o poeta cantador de repente Oliveira de Panelas, com a Medalha Ariano Suassuna,  pelos relevantes serviços artísticos desenvolvido pelo fecundo poeta ao longo de décadas, aqui e alhures.
  A iniciativa foi do vereador Jorge Camilo e aplaudido por todos. Para compor a mesa convidaram as seguintes pessoas: Vereador Benilson Lucena, (presidente da mesa), acadêmico Dr. Astenio Fernandes; acadêmico professor Damião Cavalcante que proferiu palavras sobre o homenageado, destacando a importância da palavra; acadêmico Joaquim Osterne Carneiro representando a Alane; pesquisador José da Silva Santos (da Embrapa) que fez uma saudação interessante ao homenageado, falou sobre o valor da imaginação e da educação, na qual deve predominar uma pedagogia revolucionária. Os Vereadores e poeta Bruno Farias; e Jorge Camilo, autor da propositura proferiram um bonito discurso, saudando o homenageado, recitando poesia de sua autoria.  Todos destacaram Oliveira de Panelas como um talento humano.
Todos que usaram da tribuna para homenagear o poeta cantador de repente ressaltaram as qualidades poéticas do rico improviso do Oliveira de Panelas, que desde oito anos de idade em sua terra natal, a cidade de Panelas em Pernambuco já fazia versos e com quatorze anos já era profissional, artesão do repente. Canções e toadas inúmeras criou, se incorporou em várias campanhas de relevância para a comunidade, autor de diversos CDs. É considerado um renovador da cantoria, participou de inúmeros  congressos de repentistas juntamente com grandes nomes da cantoria do nordeste. Cantou além mar, em países como Portugal, Franca e Cuba, recebendo homenagens daqueles países. Editou e lançou livros e cordéis. Muito solicitado para diversos eventos culturais nos quais dar o seu recado de brilhantismo e criatividade. Tem recebido mere cidamente vários títulos de cidadania. Está bem presente no poeta o binômio “raciocínio e palavras”que explodem naturalmente dos versos e da viola deste ímpar cantador de repente, deslumbrando e arrebatando o público. É realmente o “mago” do repente. Fez do seu poetar uma vocação e profissão de fé. Poeta de mil medalhas, meio século de viola num trabalho fecundo e imorredouro.
Uma dupla de cantores, Paulo Brasil e Chico de Assis cantaram ao violão uma música em homenagem ao poeta Oliveira de Panelas. A família do homenageado, tais quais sua esposa Ana, seus filhos e nora estavam presentes Por fim o poeta homenageado agradeceu aos presentes e àquela significativa homenagem, o fazendo em versos de improviso ao som da sua viola, num martelo agalopado, encantando os presentes!

maria do socorro cardoso xavier
Enviado por maria do socorro cardoso xavier em 17/06/2010
Código do texto: T2324988

Comentários

Sobre a autora
maria do socorro cardoso xavier
Campina Grande - Paraíba - Brasil
317 textos (25441 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/05/21 15:59)
maria do socorro cardoso xavier