Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Homenagem a Oxum.

 Makuiu Manos

-Langi hoje dia 8 !
Não falaste da sua Mãe !
--Tens razão
Nae-Aziri, Òsún, Danda.

Oh... Danda da aluanda
Que me nutre de bianda
Receba agora a minha mucanda
Faz alguém aquilo que o médico não faz.

Deusa que cura a doença com a água fria
Podemos permanecer no mundo sem temor
Ela chega e a perturbação se acalma
Ela aceita as palavras do queixoso
Com as mãos cumpridas Ela tira seu filho da armadilha.

"Se fez a Luz"
Brilhou tudo, e se viu...
Brilhou no mar, e reluz...
O mar de rio.

Da natureza
Rio de Olorum
Que beleza
Rio da Deusa Òsún.

Na grandeza dos Rios
Nas curvas da Vida não há rêmora
Nas florestas das Flores
Ela é minha protetora

No escurecer
No orvalho do amanhecer
No cair da cachoeira durante a aurora
Na chuva do amor
Ela é minha protetora

Na beleza da criança
No sentimento da lágrima com pletora
No até logo da pureza
Ela é minha protetora

No silêncio do barulho
No vai e vem de sua dança como âncora
Makuiu Òsún
És minha protetora.

Legal ne! Todos nós nos amando.
LUANGIMBE
Sávio Assad
Enviado por Sávio Assad em 09/12/2006
Código do texto: T314055
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Sávio Assad
Niterói - Rio de Janeiro - Brasil
432 textos (29937 leituras)
19 áudios (1392 audições)
4 e-livros (106 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/19 19:37)
Sávio Assad