Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Homenagem a Ogum

PRECE A OGUM

PAI, que minhas palavras e pensamentos cheguem até vós em forma de prece, e que sejam ouvidas. Que esta prece corra mundos e Universo, e chegue até aos necessitados em forma de conforto para suas dores, que corra os quatro cantos da terra e chegue aos ouvidos dos meus inimigos em forma de brado e de advertência de um filho de ogum, que sou e nada temo, pois sei que a covardia não muda destino.

OGUM, padroeiro dos agricultores e lavradores, fazei com que as minhas ações sejam sempre férteis, como o trigo cresce e alimenta a Humanidade, nas suas ceias espirituais, para que todos saibam que eu sou teu filho.

OGUM, senhor das estradas, fazei de mim um verdadeiro andarilho, e que eu seja sempre um fiel caminheiro e seguidor do teu exército, e que nas minhas caminhadas só hajam vitórias. E, mesmo quando aparentemente derrotados, eu seja um vitorioso, pois, nós os vossos filhos não conhecemos derrotas, porque sendo o Deus da Guerra, nós vossos filhos conhecemos a luta, como esta que travo agora, embora sabendo que é só o começo mas tendo o Senhor como meu Pai minha vitória será certa.

OGUM, meu grande Pai e protetor, faça com que meu dia de amanhã, seja tão bom como o de ontem e o de hoje, que minhas estradas sejam sempre abertas, que no meu jardim só hajam flores, que meus pensamentos sejam sempre bons e aqueles que me procuram consigam sempre remédios para seus males.

OGUM, vencedor de demandas, que todos aqueles que cruzem a minha estrada, cruzem com o propósito de engrandecer cada vez mais a Ordem dos Cavalheiros de Ogum. Pai, daí a luz aos meus inimigos, pois se eles me perseguem é porque vivem nas trevas e na realidade, só perseguem a luz que Vós me deste.

SENHOR, me livre das pragas, das doenças, das pestes, dos olhos grandes, da inveja, das mentiras e da vaidade que só levam a destruição. E que todos aqueles que ouvirem esta prece e também aqueles que tiverem em Seu poder, que esteja livres das maldades do mundo.

OGUM, que eu possa, sempre dizer para aqueles que me pedem a benção: Meu Pai Te Abençoe!
Sávio Assad
Enviado por Sávio Assad em 17/12/2006
Código do texto: T320531

Comentários

Sobre o autor
Sávio Assad
Niterói - Rio de Janeiro - Brasil
432 textos (29941 leituras)
19 áudios (1392 audições)
4 e-livros (106 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/12/19 06:22)
Sávio Assad