Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

UM SONHO PARA JANETE



Quando criança, lá pelos idos dos anos 70, eu estudava no Colégio Santa Cruz. Colégio de freiras, freqüentado por crianças das famílias mais abastadas de Maringá, o que não era meu caso. Estudei lá graças à bolsa de Estudos e aos esforços de minha mãe.
Era comum, no colégio, as crianças passarem férias de julho na Disneylândia. Quando elas voltavam, eu passava o mês inteiro ouvindo as histórias que contavam, mas isso não me afetava. O que me afetava profundamente eram aqueles lindos, maravilhosos e desejáveis relógios de Mickey, cujos ponteiros eram os bracinhos dele. E, concordemos, nos anos 70, essa não era uma mercadoria fácil de ser encontrada em Maringá!
Cresci carregando o sonho de ter um relógio desses. Não sei se alguma vez manifestei esse sonho para minha mãe, ou pedi um de presente de Natal ou Aniversário. A verdade é que esse sonho me acompanhou por muitos anos durante minha vida. Mas até sábado, dia 18 de agosto de 2012, eu nunca havia compreendido o porquê de não tê-lo realizado.
Ao decorrer de minha vida, alimentei muitos sonhos. Alguns, realizei por conta própria, como ter um carro quatro portas. Claro, com ajuda da Caixa Econômica Federal... minha mãe realizou meu sonho de ter uma boneca  Guigui, quando eu tinha dezoito anos; o Marcílio me ajudou a realizar o sonho de levar a Rita para conhecer o Mar; minha capacidade de escrever me realizou o sonho de ter um iPod. Porém, a possibilidade de ter o meu sonho mais remoto realizado, veio de onde eu menos esperava. Veio do hemisfério norte. Das frias terras do Canadá, onde em um singelo jardim, repousa um tijolo com o logotipo da Universidade Estadual de Maringá.
Sendo assim, minha prima Janete Regina Costacurta Wilson, coube a você a realização do meu sonho de ter o relógio do Mickey, cujos ponteiros são os bracinhos dele. Ele é perfeito e lindo! E agora eu entendo porque nunca adquiri um desses, mesmo tendo condições. Era sua missão! Eu jamais poderia roubá-la de você!
Muito obrigada!


Margot Jung
Enviado por Margot Jung em 21/08/2012
Código do texto: T3840824
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre a autora
Margot Jung
Maringá - Paraná - Brasil, 53 anos
137 textos (18991 leituras)
1 e-livros (72 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/05/21 09:48)
Margot Jung