Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PARACATU

Dos batentes das janelas
tortos e quebrados,
sob a luz das pequenas velas
anciãos pajeiam debruçados;

de olho na rua empoeirada
Veem as carroças antigas
que desfilam sem pressa carregadas
enquanto suas rodas entoam cantigas.

Crianças sujas e descalças
vivem seus dias correndo
à noite brincam na praça
pensam que alcançam o tempo.

As casas guardam histórias
dos pobres e velhos escravos,
o tempo envelheceu suas memórias
e enterrados estão no passado.

Ao longe a chuva se deita na serra
molhando os campos sedentos
e prepara mais uma vez a terra
pra receber as novas sementes.

Marcelo Queiroz
09/06/14
14:37h
Marcelo Queiroz
Enviado por Marcelo Queiroz em 21/06/2014
Reeditado em 09/01/2019
Código do texto: T4853184
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2014. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Marcelo Queiroz
Goiânia - Goiás - Brasil, 51 anos
613 textos (5383 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/12/19 11:06)
Marcelo Queiroz