Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

RECORDAÇÃO

O som plangente do bandolim
Dá uma sensação melancólica...
Entristeço nesse momento,
Em que afloram as lembranças
Do meu tempo de criança...

Abro a janela do meu passado
Querendo ver o sol nascer,
Através da neblina,
Que ofuscava a visão.
E ali, na janela eu permanecia, com o nariz
Colado, na vidraça fria...

O pessegueiro que eu admirava
Quase encoberto ficava,
Na densidade do nevoeiro.
Só ouvia o gorjeio...
Da minha linda sabiá...

Tentei fazer um poema
Falando de alegria, felicidade.
Cadê inspiração para o tema?
A nostalgia tomou conta de mim!
Da minh’alma, só tristeza fluiu...
 
As lembranças machucaram
Trazendo saudades dos meus pais...
Parece que ouço, ainda,
O som melodioso do bandolim...
Quando ao cair da tarde,
Ele tocava p'ra mim...

Deixo o poema inacabado,
Com os olhos marejados...

Nadir A D'Onofrio
06-03-2005
Santos SP
Nadir DOnofrio
Enviado por Nadir DOnofrio em 06/03/2005
Reeditado em 09/04/2018
Código do texto: T5793
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Nadir DOnofrio
Serra Negra - São Paulo - Brasil
944 textos (98087 leituras)
146 áudios (13140 audições)
18 e-livros (4291 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/06/18 03:03)
Nadir DOnofrio

Site do Escritor