Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Para Sônia Ortega

Quem, na pia batismal, recebe o nome de João é presenteado pelas graças de Deus  que lhe conferem um espírito de liderança e uma nobreza de caráter. E quem se chama Gabriel, pela  origem  hebraica do nome, recebe a força de Deus.
Em dose dupla com as  bênçãos e a força de Deus  é impregnada a pessoa que se chama João Gabriel!

                                           ***
Outro dia, numa linda manhã de sol,   pousou na grade de meu terraço um lindo pássaro que logo identifiquei ser um tsuru.
Fiquei a admirá-lo longamente e ele também ficou-me olhando. Percebendo que eu era uma pessoa amante da paz,  devagarinho foi chegando mais perto e para meu espanto, jogou-me uma rosa branca e   cantou, cumprimentando-me: “Ohayou gozaimas”

A partir deste momento, ficamos amigos e ele contou-me que  viera do Japão,  trazendo votos de saúde e  felicidade enviados por alguns conhecidos de lá.  E eu, toda absorvida, ouvia as suas histórias. Falou-me da grande poetisa Sônia, de seu marido Beto, do filho Lucas e,  terminando  o relato,  “abriu o bico”  sobre o caçula da casa:

- “João Gabriel é uma criança brincalhona, esperta, independente, dono de uma fortíssima personalidade e que, às vezes, se parece com os mineiros no  seu modo  desconfiado de olhar! Com apenas onze anos, completados dia  20 de junho,  senta ao piano e  eu me quedo a ouvir as lindas melodias que ele toca.
Seus pais quase levitam de satisfação, quando ele se  aproxima, com seus olhinhos verdes brilhantes  e os abraça com muito carinho e amor.

Quando a mãe está na cozinha, lá está também o João Gabriel, aprendendo  a preparar  aquele gostoso almoço, aproveitando para  treinar o português, pois afinal de contas ele é brasileiro da gema!

Na escola que freqüenta, ele facilmente aprende o japonês e, quando vem ao Brasil, como se diverte  com a  pronúncia um pouco arcaica, mas interessante da boa bisavó. E ela também acha a maior graça naquela criança que lhe ensina tanta palavra nova de seu gostoso nihongo.
Um dia, terminou o tsuru, trar-lhe-ei esta linda família para que você a conheça!”

Estaria eu sonhando? Somente ouvi  "sayonara" e  um ruflar  de asas, mas não o vi mais, porque meus olhos estavam como que vedados por lágrimas de emoção e mal-mal pronunciei  "arigatô"

                                                               ***
Sônia, um presentinho para você.

fernanda araujo
Enviado por fernanda araujo em 27/08/2007
Reeditado em 27/08/2007
Código do texto: T625708
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
fernanda araujo
Divinópolis - Minas Gerais - Brasil
1059 textos (213740 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/12/17 02:43)
fernanda araujo