Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ainda "homenagear"

A melhor maneira de homenagear um poeta é lê-lo e dá-lo a ler, de Miguel Torga:

Sei um ninho.
E o ninho tem um ovo.
E o ovo, redondinho,
Tem lá dentro um passarinho
Novo.

Mas escusam de me atentar:
Nem o tiro, nem o ensino.
Quero ser um bom menino
E guardar
Este segredo comigo.
E ter depois um amigo
Que faça o pino
A voar...
________________________________________

Súplica

Agora que o silêncio é um mar sem ondas,
E que nele posso navegar sem rumo,
Não respondas
Às urgentes perguntas
Que te fiz.
Deixa-me ser feliz
Assim,
Já tão longe de ti como de mim.

Perde-se a vida a desejá-la tanto.
Só soubemos sofrer, enquanto
O nosso amor
Durou.
Mas o tempo passou,
Há calmaria...
Não perturbes a paz que me foi dada.
Ouvir de novo a tua voz seria
Matar a sede com água salgada.

Estes dois poemas foram retirados da Net, aqui:
http://www.astormentas.com/torga.htm

{O primeiro destes poemas, se não é o único que sei de cor, é quase. Aprendi-o na escola primária, espero que me faça companhia toda a vida. A Miguel Torga, o médico Adolfo Rocha que viveu grande parte da sua vida em Coimbra, esta homenagem exteriorizada é uma viagem interior sem fim, em mim.

Acabei de colocar no Mural:
Estando num site do Brasil - onde poetas e poetisas se emocionam e dão vazão a sentimentos mais negativos que positivos, atingidos pela - presença da política onde ela é crime, dolo, incúria e tanta coisa espúria, é um consolo destacar este texto É MENTIRA OU VERDADE?...
http://www.recantodasletras.com.br/cronicas/662295
Saudações Recantuais!!}
Francisco Coimbra
Enviado por Francisco Coimbra em 23/09/2007
Reeditado em 09/10/2007
Código do texto: T664474
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Francisco Coimbra
Portugal
786 textos (311464 leituras)
37 áudios (39669 audições)
1 e-livros (148 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/12/17 18:26)
Francisco Coimbra