Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

HOMENAGEM A ÁLVARES DE AZEVEDO
“Foi poeta – sonhou – e amou na vida”
E até hoje sua nobre poesia nos fascina
Talvez encontrasse com a sua menina
Virgem e bela por trás do véu atrevida.
 
A bela musa que por toda a vida sonhou
Espero tê-lo feito um grandioso profeta
Assim como o fez esse “monstro” poeta
Que por ela escreveu versos de amor.
 
Que a Lira afinada dos teus Vinte Anos
Esteja entoando cânticos a sua senhora
O mundo triste o qual escrevera outrora
Seja agora o sorrir de um belo engano.
 
Entre os homens te tornaste um imortal
Foram poucos anos de vida escrevendo
Com genialidade um ícone foi nascendo
E assim deixou um legado monumental.
 
Ao som da lira abraça a mulher misteriosa
Tomando com os anjos aquele doce vinho
Traz nas mãos a pena de um passarinho
Compondo a sua deusa poesias e prosas.
JOEL MARINHO
 Imagem Google
 
 
 
 
 
 
 
 
Joel Marinho
Enviado por Joel Marinho em 15/01/2020
Código do texto: T6842288
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Joel Marinho). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

Comentários

Sobre o autor
Joel Marinho
Manaus - Amazonas - Brasil, 44 anos
876 textos (12136 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 25/01/20 23:58)
Joel Marinho

Site do Escritor