Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

JARDINEIRA DE PALAVRAS

                                  Para Vera Sarres


De que adiantariam esses versos
se estivessem todos
eivados de erros?

Quem os amaria?
Quem se apaixonaria por eles?
Poderiam, até gostar,
mas amar?
Jamais.

O que seria desses pobres
                 sonetos,
                 crônicas,
                 contos,
                 e prosas?

Se não fossem suas mãos maravilhosas

                  a cuidar,
                  a beijar,
                  a acariciar,
                 
                  retirando-lhes os espinhos
                  e as ervas daninhas,

não seriam nada!

Você,
tal qual uma jardineira de palavras,
percorre o meu jardim
de um jeito diferente.
Não é uma leitura normal que você pratica.
Os olhos aguçados,
caçadores de imperfeições,
de palavras mal colocadas,
de defeitos imperceptíveis
aos olhares superficiais.



Você,
generosamente,
cuida dos meus versos
como se fossem seus.

Na verdade,
é uma operária da poesia:

Todo poeta deveria ter alguém assim em sua companhia.
Deus colocou você no meu caminho.

Assim,
tão linda!

Não escreve os meus poemas,
mas, com a sua arte,
os torna mais bonitos ainda.

Obrigado
minha amiga,
Deus lhe pague!

(10-2007)

joão joão
Enviado por joão joão em 25/10/2007
Reeditado em 28/01/2008
Código do texto: T709659

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
joão joão
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
281 textos (16652 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/12/17 01:59)
joão joão