Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Libriana (para minha mãe)

Não sei se é do signo solar,
Lua, planeta ou ascendente,
Teu destino é brilhar
Minha estrela incandescente.

Tu és justa, forte e arrasadora,
Libriana meio mineira, das boas;
Mas és baiana e fiscal da lei
que se transforma, camaleoa, e reina.

Tudo que desejo é privar-te, poupar-te
Que a névoa ou a lágrima te nuble os olhos;
Que te franza a fronte a te preocupar
Ou que te estristeça, te frustre algum sonho.

Tens o mundo a teus pés, poderosa;
Já fizeste a sua parte, por demais honrosa.
Agora aproveita os louros merecidos
Por tua arte plantada e colhida.
NilzaFreire
Enviado por NilzaFreire em 06/11/2007
Código do texto: T726476
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
NilzaFreire
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 53 anos
448 textos (10241 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/12/17 15:30)
NilzaFreire