Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
 






TEU RETRATO EM MINHAS MÃOS


             
                    O retrato nas mãos foi mantido
   enquanto o olhar atento, 
calado e úmido
buscava em cada traço do rosto já frio
o encantamento da vida doada
Os pensamentos voaram acalentados
pelo vento quente que sacudia a madrugada
libertos, céleres, saudosos,
mergulharam em íntimos devaneios,
aportaram no passado tão presente!
As lembranças aos poucos surgiram...
A infância feliz,
o colo quantas vezes ofertado,
o carinho reparador,
as mãos delicadas de dedos finos 
que tantas lágrimas secaram,
as palavras firmes proferidas com amor,
o olhar afetuoso e amigo
que viram meus castelos de areia
construídos e desfeitos,
o desejo e as tantas orações
para que não mais fossem de areia,
a dedicação a todos que a procuravam,
o sempre estar à disposição para ajudar,
fazer o bem, amar e se doar
Não sei precisar o tempo 
mas ali estava o rosto que testemunhou sonhos,
ilusões, conquistas, esperança
cada passo acompanhado e vivido,
meu crescer, meus estudos, meu casamento,
meus filhos, minha separação, 
meu recomeçar,
minhas vitórias e derrotas...
sempre presente sem exigência,
cobrando apenas felicidade!
O retrato não mais está nas mãos, 
repousa sobre a mesa
                                Agora, na memória,
                  o rosto, a voz, o sorriso e o exemplo
                                    para sempre!
                                     
                             Santos, 31/agosto/2005
 
                                       Mamãe
 
            Lutamos juntas minha amada, durante dois longos meses, você foi uma guerreira digna até o último momento, até a chegada do fim, sem gemer, sem chorar, apenas lutandoe confiando em mim que dizia para você todos os dias:  "Deus é pai, você está no colo Dele, Ele fará o melhor, acredita mãezinha, estarei com você até o final, te amo demais"
 
Tua vida e tua passagem foram uma lição para todos que tiveram a felicidade de te conhecer, ainda que muitos apenas na virtualidade.
 
Nas últimas horas neste mundo, e pela primeira vez, você se manteve acordada um longo período, ficou me olhando e escutando por mais de duas horas, ocasião em que, por demais feliz, aproveitei para resumir os últimos dois meses de tua difícil
trajetória, cantamos e dançamos juntas e você tentou falar...
 
Era a nossa despedida, somente agora entendi!
Nunca perdi a esperança e nunca pensei em despedida...juro, nunca!
 
Você me ouviu falar de cada amigo, de todas as mensagens lindas que recebi, não esqueci nem de Maggie, disse que Maggiezinha tinha mandado duas lambidas prá você, lembra?
 
Você se emocionou quando falei de seus netos e bisneto, e ao ver os girassóis que os velhinhos do asilo pediram para Maria Lúcia  levar , e ela levou...Naquela que seria a tua última tarde junto conosco, a tua amiga querida e inseparável levou um ramo deles para enfeitar o teu quarto..
Ah! girassóis! Como você gostava de girassóis!
 
Durante aquelas abençoadas  horas, você ouviu as músicas que gostava, dentre elas "AL DI LA", tua música com meu pai...
Segurei tuas mãos, ergui teus braços e fiz você dançar comigo músicas de Roberto Carlos rsrsrsr Foi bem divertido, não foi?rsrsrs
Fiz você bater palmas comigo para treinar "parabéns" pelo meu próximo aniversário e sei que você certamente cantou feliz...
Mamãe, jamais esquecerei a emoção que você demonstrou ao ouvir "Segura na mão de Deus", naquele momento você tentou falar, e uma lágrima rolou pelo teu olho direito..sei que você cantava comigo, estávamos de mãos dadas, firmes, como sempre foi e eu disse:
"É isso aí Xuca, é tua Xuxuca, sou eu mãezinha, segura na mão de Deus querida, estamos juntas,  você é muito amada e sinto muito orgulho de você, tudo acabará bem, você verá, sei que você acredita e confia em mim!"
 
Foi a nossa despedida Lalá amada, e eu não sabia, rezamos juntas Ave Maria e Pai Nosso, você me olhava, piscava os olhos e mexia a boca. Eu, sem saber, estava naquele momento te entregando a Deus!
 
Você partiu desta vida, foi encontrar-se com nossos entes queridos e, com certeza, meu pai,  outro exemplo de vida, veio segurar na tua mão para te ajudar na passagem, imagino os dois passeando como sempre, de mãos dadas e felizes, o admirado casal 20!
 
Papai sabe que você continuou as suas obras, a ajudar e a amar..como ele sempre dizia, repetindo Martins Fontes, "Como é bom ser bom" e eu digo, como é bom saber que fui gerada e criada por dois seres maravilhosos, dignos até o final!
Te amo mãezinha, te amo paizinho...
 
De mim, firmo o compromisso de ser feliz, de continuar a viver de forma que vocês sempre se orgulhem de mim!
Como sempre, encontrarei fôrças para prosseguir, tenho fé em Deus, filhos amados, inteligentes, lindos e saudáveis, amigos 
maravilhosos, um amor
grande no coração e vocês olhando por mim!
Prometo continuar sonhando e acreditando, tentarei vencer a exaustão, não permitirei ser machucada por nada nem por ninguém porque sei que vocês ficarão muito tristes.
 
Não digo fiquem com Deus por que sei que vocês estão com Ele!
Deixo aqui meu agradecimento público pelo bem que vocês me fizeram e continuarão fazendo, amo vocês muuuuuuuuuuuuuuuuuuito!!!!!!
Até um dia se Deus quiser!
Luiza 
em 31/08/2005



 
 
Luiza Sampaio
Enviado por Luiza Sampaio em 24/11/2007
Reeditado em 25/10/2008
Código do texto: T750544

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Favor citar a autoria de Luiza Sampaio e o site www.luizasampaio.recantodasletras.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Luiza Sampaio
Santos - São Paulo - Brasil, 63 anos
265 textos (57641 leituras)
16 áudios (2657 audições)
3 e-livros (437 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/12/17 00:13)
Luiza Sampaio

Site do Escritor