Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Dia de Niver

Há exatamente um ano publiquei meu primeiro texto aqui no RL por indicação e incentivo de meu filho, também recantista, Rafael Fernando.
O texto postado foi O DO CONTRA, uma brincadeira que resolvi fazer com a palavra CONTRA, que acabou ficando engraçada.
Hoje, ao completar meu primeiro aniversário neste maravilhoso espaço, sinto-me imensamente agradecido por tudo que vivenciei aqui.
Sempre quanto ouvia um conto ou uma piada de alguém e contava para os meus amigos me vinha a idéia de registrá-las em algum lugar, e o RL veio fazer com que essa idéia fosse concretizada. Caiu como uma luva.
Jamais tive a pretensão de ser considerado um escritor muito menos um  poeta. Mesmo se houvesse alguma pretensão, ela seria desfeita, principalmente depois que comecei a ler publicações de alguns recantistas (verdadeiras feras), com os quais não se dá para comparar.
Foram tantos os amigos que conquistei aqui que hoje posso afirmar que este último ano foi o ano mais intenso e compensador destes 49 já vividos. Não quero citar nomes aqui para não correr o risco de cometer injustiça, deixando alguém de fora. E certamente eu o faria.
Amigos, Leitores e Colaboradores de todos os Estados do Brasil e do exterior (Estados Unidos, Portugal, Angola e até do Afeganistão), muito me honraram com suas visitas, críticas e generosos comentários.
Pra se ter uma idéia da importância disso tudo, conheci minha nora Daniela Vieira (DanVie do RL) antes mesmo do meu filho, graças ao RL. Ela foi minha leitora, da qual eu passei a ser padrinho (incentivando-a a publicar seus textos) e hoje o namoro com o Rafael já é uma realidade.
São mais de 300 publicações, das quais 70% na categoria de HUMOR, com mais de 23000 leituras.
Portanto, quero deixar aqui meus sinceros agradecimentos a todos os recantistas sem os quais este sucesso não teria sido possível, e pedir mais uma vez ao nosso Pai que continue iluminando a todos com muita Luz, Amor, Paz e Sabedoria.
Citando uma mensagem do genial Charles Spencer Chaplin, o homem para quem a mímica fora criada:
“Na vida somos eternos amadores, pois vivemos muito pouco para sermos mais que isso”

E para comemorar este dia nada melhor que uma boa piada, certo?

Suzuki

Primeiro dia de aulas numa escola secundária dos EUA a professora apresentou aos alunos um novo colega, Sakiro Suzuki, do Japão. A aula começa e a professora:
- Vamos ver quem conhece a história americana.
Quem disse?: 'Dê-me a liberdade ou a morte'
Silêncio total na sala.
Apenas Suzuki levanta a mão e diz: - Patrick Henry em 1775 na Filadélfia.
- Muito bem! E quem disse?: 'O estado é o povo, e o povo não pode afundar'
Suzuki responde: - Abraham Lincoln em 1863 em Washington.
A professora olha os alunos e diz: - Vocês não têm vergonha? Suzuki é japonês e sabe mais sobre a história americana do que vocês!
Então, ouve-se uma voz baixinha, lá ao fundo:
- Vai tomar no cu, seu japonês de merda!
- Quem foi que disse isso? grita a professora.
Suzuki levanta a mão e sem esperar responde:
- General McArthur em 1942 em Guadalcanal, e Lee Iacocca em 1982 na Assembléia Geral da Chrysler.
Silêncio absoluto, apenas ouve-se do fundo da sala: - Acho que vou vomitar.
A professora grita: - Quem foi?
E Suzuki: - George Bush pai ao Primeiro-Ministro Tanaka durante um almoço, em Tókio, em 1991.
Um dos alunos, puto com Suzuki, grita: - Chupa o meu pau!
E a professora já descontrolada diz: - Acabou-se! Quem foi que disse isso?
E Suzuki, sem hesitações:
- Bill Clinton à Mônica Lewinsky, na Sala Oval da Casa Branca, em 1997.
E outro aluno se levanta e grita: - Suzuki é uma merda!!!
E Suzuki lhe responde:
- Valentino Rossi no GP de Moto no Rio de Janeiro em 2002.
Histeria total, a professora desmaia, a porta se abre, entra o Diretor e diz:
- Que merda é essa? Nunca vi uma confusão destas!!!
E o Suzuki: - Lula, para o ministro da Aeronáutica, a respeito do caos aéreo em Dez/2006, em Brasília.
E outro aluno, num sussurro que ecoou: - Ihhh... agora fudeu tudo!
Suzuki: - Lula de novo, após a queda do avião da TAM.
O Diretor não se conteve e bradou:
- Vocês são todos uns idiotas, uns imbecis, um bando de babacas...
Suzuki de pronto: - Renan Calheiros para o povo brasileiro após a sua absolvição na sessão secreta do dia 12 de setembro de 2007.

Paulo Kostella
Enviado por Paulo Kostella em 19/09/2008
Código do texto: T1185644


Comentários

Sobre o autor
Paulo Kostella
São José dos Campos - São Paulo - Brasil, 61 anos
922 textos (245492 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/05/21 08:55)
Paulo Kostella