Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Da mais pura Filosofia.

 
    Um professor de filosofia parou na frente da classe e sem dizer uma palavra, pegou um vidro de maionese vazio e o encheu com pedras de uns 2 cm de diâmetro. Olhou para os alunos, e perguntou se o vidro estava cheio. Todos disseram que sim.
    Ele então, pegou uma caixa com pedregulhos bem pequenos, jogou-os dentro do vidro agitando-o levemente, os pedregulhos rolaram para os espaços entre as pedras.Tornou a perguntar se o vidro estava cheio. Os alunos concordaram: agora sim, estava cheio!
    Dessa vez, pegou uma caixa com areia e despejou dentro do vidro preenchendo o restante. Olhando calmamente para as crianças o professor disse:
- Quero que entendam que isto, simboliza a vida de cada um de vocês. As pedras, são as coisas importantes: sua família, seus amigos, sua saúde, seus filhos, coisas que preenchem a vida. Os pedregulhos, são as outras coisas que importam,como o emprego, a casa, um carro... A areia, representa o resto: as coisas pequenas...
    Experimentem colocar, a areia primeiro no vidro, e verão que não caberá as pedras e os pedregulhos... O mesmo vale para suas vidas. Priorizem, cuidar das pedras, do que realmente importa. Estabeleçam suas prioridades. O resto é só areia!
    Após ouvirem a mensagem tão profunda, um aluno perguntou ao professor se poderia pegar o vidro, que todos acreditavam estar cheio, e fez novamente a pergunta:
- Vocês concordam que o vidro está realmente cheio?
Foi quando todos responderam inclusive o professor:
- Sim está!
    Então, ele derramou uma lata de cerveja dentro do vidro. A areia ficou ensopada, pois a cerveja foi preenchendo todos os espaços restantes, e fazendo com que ele, desta vez ficasse realmente cheio.
    Todos ficaram surpresos e pensativos com a atitude do aluno, incluindo o professor.
    ENTÃO ELE EXPLICOU:

- NÃO IMPORTA O QUANTO SUA VIDA ESTEJA CHEIA DE COISAS E PROBLEMAS, SEMPRE SOBRA ESPAÇO PARA UMA CERVEJINHA...





Fulgencio
Enviado por Fulgencio em 06/02/2009
Código do texto: T1424837


Comentários

Sobre o autor
Fulgencio
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 82 anos
229 textos (12732 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/05/21 18:39)
Fulgencio