Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

TORCER

TORCER                                                                     130.813
Torço para que torças àquele time de extensa torcida e para o qual poucos não são torcedores: é a Sociedade Esportiva Palmeiras, nascido Palestra Itália! Quem pensaste que era? Sport Club Corinthians Paulista? São Paulo Futebol Clube? Clube de Regatas Flamengo? Não, pois esses todos são adversários ferrenhos do alviverde do Parque Antarctica, uns mais outros menos, outros mais ou menos... É mais ou menos regra geral que todo palmeirense deriva de outro palmeirense e eu não escapo dela, embora meus dois filhos e minha filha sejam corinthianos. Como explicar essa anomalia? É que meu cunhado Antonio Rafael e meu concunhado Antonio Carlos, como bons corinthianos que são, fizeram a cabeça deles três e eu não fui potente o suficiente para deixar que acontecesse isso: fui minoria vencida. Mas não tem importância porque não são fanáticos: são torcedores simplórios que ficam felizes quando o Corinthians vence e não se lamuriam quando perde, como fazem aqueles que se enrolam em bandeiras alvinegras.... E assim, tenho quase que certeza que, se pudessem ter ouvido melhor os conselhos paternos, meus filhos não teriam caido nessa arapuca... Meu pai fez o natural: meu primeiro jogo de futebol que assisti a seu lado foi Palmeiras e Quinze de Jaú. Depois vi outros jogos para me afeiçoar ao futebol: Ferroviária de Araraquara e Santos, Ponte Preta e Guarani, Guarani e Botafogo do Rio de Janeiro, São Bento de Sorocaba e Corinthians (este eu assisti ao lado de meu cunhado, pois moro em Sorocaba e ele estava, com sua família, nos visitando). Fui amante de futebol até os dezesseis anos, idade em que me desiludi com o futebol (claro que continuei gostando mas bem menos) justamente por causa da Copa do Mundo de 1966 quando a seleção que foi à Copa não era a melhor, eis que craques como o Dias do São Paulo F.C. não foi convocado e tantos outros. O resultado foi péssimo para a Seleção, como não ia ser diferente! Até hoje assisto jogos pela TV mas é dificílimo eu ir a um campo de futebol assistir a uma partida principalmente porque tenho um tanto de receio de violências que lá podem acontecer entre torcedores, a despeito de toda cautela que os Clubes e a Polícia Militar tomam. Mas é assim: Torço para Verdão sem ser fanático e muito menos fico chateado quando somos derrotados.
Já é a segunda vez que visitamos a Segunda Divisão do Brasileirão  mas isso não me chateia: eu até digo que estamos lá para valorizar, com a presença alviverde, a Segundona! É assim que torço a minha torcida!!!
Tito Vernaglia
Enviado por Tito Vernaglia em 13/08/2013
Reeditado em 13/08/2013
Código do texto: T4432668
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, fazer uso comercial da obra, desde que seja dado crédito ao autor original (citar a auroria de tito vernaglia e o site www.recantodasletras.uol.com.br). Você não pode criar obras derivadas.

Comentários

Sobre o autor
Tito Vernaglia
Sorocaba - São Paulo - Brasil, 69 anos
171 textos (11753 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/19 11:59)
Tito Vernaglia