Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Que Situação! (Confidencial)

       O meu gato desceu do telhado, arranhou a porta às 4h da manhã; e como não abri para Ele entrar e fazer pipi e cocô no vasinho de areia, rebelou-se, ganhou a estrada e sei lá por onde anda...
  Vejam os amigos leitores, entendo como ninguém, de gente; porém, sordidamente, não entendo de gato. Maldita sina de quem é veterinário e lida, diariamente, com bichos de toda sorte familiar.
       Domingo difícil, este. Estou sem um pingo de fome. Daqui à pouco começa o programa do Faustão, mas depressivo como estou, como assistir?
   O amigo que está aí do outro lado já passou por uma situação semelhante? Por favor, peço encarecidamente, que ilumine-me.
    Você não sabe, né; mas outra coisa que me deixa avoado, é comer alpiste no mesmo cocho, da mesma estação. Não sei como os pardais e pombos conseguem. Bem, chega...! Ninguém suporta lamento dos outros, ainda mais por ser domingo, à tarde...; cruz-credo.
          Domingo é dia de descanso, reunião em família, almoçar macarrão com frango ao molho insosso, porre de cerveja, pitar uma bituca de cigarro e relaxar, tirando uma soneca de duas horas. Infelizmente, sinto falta, muita falta do futebol às 16h; momento que reuníamos, púnhamos a mão espalmada no coração e cantávamos o Hino Nacional. Essa é minha família; esse é meu povo. Pura cidadania e heroismo!


Mais um, mais um:

O Santo e Gonzagão

1° dia:
Oro, oro, oro;
Finco os joelhos no tablado;
Rezo, rezo, rezo o terço às terças.
.
.
.
10° dia:
Oro, oro, oro;
Finco os joelhos no tablado;
Rezo, rezo, rezo o terço às terças.
.
.
.
50° dia:
Oro, oro, oro;
Finco os joelhos no tablado;
Rezo, rezo, rezo o terço às terças.
.
.
.
100° dia:
Oro, oro, oro;
Finco os joelhos no tablado,
Rezo, rezo, rezo o terço às terças.
.
.
.
- Eu, heim, parece que ouvi Ele dizendo: "brava gente brasileira.

101° dia:
- chega, parei! Mais de 100 dias orando, fazendo penitência, jejuando e nada; nada do Santo fazer milagre. Deve ser Santo brasileiro ativista, pertencente a turma da Marielle, Lula, Haddad e outros; ou é problema geracional? Começa a trabalhar hoje, amanhã quer férias. Processa o patrão e exige aposentadoria, etc.
            Vou rezar para outro Santo, quem sabe Ele seja mais generoso, solidário e faça o que este não fez, e nem tem capacidade para fazer. Se não conseguiu um mísero milagre de um saco de arroz de segunda, imagine se tem capacidade de fazer chover no meu Ceará!?
    Basta de louvar para Santo aposentado que passou do prazo de validade.

Mais um, mais um:

Sermão no Cume das Águias Negras

           Cristo diante da multidão de brasileiros, começou o sermão sereno, paciente, comedido e terminou enfurecido: "aqui, todos estão uniformizados, como manda a padronização da legislação, vigente? Ótimo, fico contente pela obediência; porém, nenhum de vocês precisa de máscara na cara e álcool gel 70, mas de vergonha, isso mesmo: brio, vergonha na cara, bem como sensatez e ser gente de fino trato, respeitando gente. Entenderam, ou não; quer imagem também? Estou indo, e não quero voltar de longe para enganar-me!"
 Ao dar a costa, resmungou para os botões da blusa: "diabo de povo, que falo, peço, teorizo, explico e resulta em nada. Tá loco, nunca vi tanto gato e safadeza no mesmo balaio. Ele está vendo o meu esforço, mas vou pedir ao Pai que dê um jeito; não suporto mais. Lavo minhas mãos.
  Bufando no cachimbo, finalizou: "Quem sabe uma potente torrente de fogo não adianta o processo do apocalípse...; tanto às Escrituras Sagradas, quanto as Profecias, atestam que por fogo, a humanidade se apagará, ou melhor: se torrará, um dia".
Mutável Gambiarreiro
Enviado por Mutável Gambiarreiro em 13/07/2020
Reeditado em 13/07/2020
Código do texto: T7004568
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre o autor
Mutável Gambiarreiro
Jegue é - Tovuz - Azerbaijão
2763 textos (63674 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/08/20 22:44)
Mutável Gambiarreiro