Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Tempos do BB_3_O nome do palavrão

     Quando eu era funcionário da agência do BB, em Grajaú, havia um Caixa, o Fernando, gente boa, mas de estopim curto. Um dia, havia uma fila muito grande no seu guichê, ele continuava a pagar e a receber tranqüilamente, quando um cliente resmungou:
     - Não dá para ir mais depressa, cara?
     - Senhor, estou fazendo o que posso.
     - É, mas tu és muito moleirão, pior que uma tartaruga, cara!
     - Quer saber de uma coisa? Vá-se à porra!
     O cliente ofendeu-se e foi fazer queixa ao gerente, seu Bacelar. Este, sujeito finíssimo, era o típico gerente paizão, sempre avesso a dar “canetadas” de punição em seus funcionários. Sabendo que o cliente poderia oferecer queixa escrita ao banco, contra o funcionário, e, nesse caso, ele seria obrigado a tomar as providências oficiais de praxe, chamou o nosso colega e, sutilmente, encaminhou a conversa para uma saída honrosa do Fernando:
     - Senhor Fernando, o cidadão aqui, nosso prezado cliente,  está reclamando de que o senhor ofendeu-lhe com um palavrão. Eu, particularmente, acredito que o senhor falou alguma coisa que o cidadão entendeu errado, porque um funcionário do Banco do Brasil jamais trataria mal um cliente, não é mesmo, senhor Fernando?
     A agência estava no maior silêncio, todo mundo atento ao desenrolar da situação. A idéia que passava por todas as cabeças era a mais lógica: Fernando iria aproveitar a “deixa” do seu Bacelar e safar-se do abacaxi numa boa. E o Fernando perguntou, preocupado:
     - Qual foi o nome que ele disse que eu mandei?
     Seu Bacelar baixou o tom de voz:
     - Ele disse que o senhor o mandou “à porra”...
     Fernando suspirou, aliviado:
     - Ah, ainda bem, foi esse mesmo...
     Só não houve uma gargalhada geral porque se tratava de um circunspecto recinto do Banco do Brasil, na década de 60...

Antonio Maria S Cabral
Enviado por Antonio Maria S Cabral em 23/10/2007
Reeditado em 30/03/2011
Código do texto: T706374
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Antonio Maria S Cabral
São Luís - Maranhão - Brasil
1277 textos (157335 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/17 10:02)
Antonio Maria S Cabral